Evento gastronômico reúne delícias servidas nas ruas do Rio

'Chefs' convidados para o 1º Festival Carioca de Gastronomia assinam especialidades que saem por, no máximo, R$10,00

Por O Dia

Rio - A Nega faz caldos e o Claudinho, sucolé. O Oliveira manda ver na salsicha, o Arnaldo é o rei do sushi, a Lucinha arrebenta no angu, e a cocada do Evandro é servida dentro do coco. São apenas alguns dos muitos nomes e quitutes da turma que espalha bons aromas pelas esquinas, e no fim de semana se reunirá no Terreirão do Samba para o 1º Festival Carioca de Gastronomia de Rua.

O evento é inspirado no guia de mesmo nome, de Sérgio Bloch e Inês Garçoni, que teve a primeira edição lançada em 2010, retratando os cozinheiros das calçadas do Rio. A entrada é gratuita, e os quitutes não custam mais de R$ 10.

Alguns dos chefs de rua se reúnem para o festivalDivulgação

Como podemos ver na foto principal desta página, o time é eclético e vai da comida baiana à japonesa, com toques ‘interplanetários’, segundo a brincadeira feita pelo Rafael, do Hareburger, sobre a procedência dos sanduíches gostosos e vegetarianos que começou a vender na praia (R$ 10).

O chef Evandro exibe suas cocadas na cascaDivulgação

Das ruas de Santa Teresa, a baiana Teresa marcará presença com seus acarajés (R$ 10), e a Nega dos caldos, que vende sabores variados no Rio Comprido, vai ao festival com sabores como ervilha e mocotó (R$ 10). O veterano Oliveira, que fez fama com seus cachorros-quentes, vai comparecer com muita ervilha, milho verde, passas, batatas, ovos de codorna, queijo parmesão, azeitonas e os molhos especiais que cria para o sanduíche (R$ 7).

Bolinho de bacalhau também tem, a cargo do cearense Mazzaropi, da feira de Laranjeiras (R$ 5), e para refrescar o Sucolé do Claudinho — que virou ‘empresa’ com diversos vendedores nas areias de Ipanema e Leblon — vai abrir o isopor de sabores como laranja, cupuaçu, acerola, e abacaxi com hortelã (R$ 5).

Direto da Pedra do Sal, berço do samba e da cultura negra, a bisneta de escravos Lucinha levará seus panelões perfumados de angu à baiana (R$ 10), e as sobremesas que faz também são estrelas na festa do Terreirão.

Destaque em pontos como a feira da Glória, a cocada cremosa de forno feita pelo casal Cris e Evandro seduz entre os doces, assada na casca do coco e oferecendo sabores como abacaxi e maracujá (R$ 5).

E o Brigadeiro Carioca, marca da Renata e do Flávio, venderá muitas versões do docinho irresistível a R$ 1,25 a unidade. São apenas algumas das 22 barraquinhas aguardadas. É muita água na boca.

TERREIRÃO DO SAMBA. Rua Benedito Hipólito s/nº, Centro. Sábado e domingo, das 14 às 21h. Grátis.

Últimas de Diversão