Descontos de até 70% para as mães

Com promoções de lojas e campanhas de shoppings, comércio prevê aumento de vendas na data

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio -  Não há crise que impeça as mães de serem presenteadas. Mesmo com o orçamento das famílias mais apertado, o comércio estima crescimento nas vendas. O otimismo deve-se às diversas ofertas de lojas que oferecem descontos de mais de 70% em itens femininos. A uma semana da celebração da data, as campanhas de shoppings, com sorteios até de automóveis, também vão impulsionar o consumo.

A assistente de operações Flávia prefere comprar no shopping para participar de ações e ganhar brindes Divulgação

Quem procura bons preços pode encontrar tanto lembranças quanto presentes mais em conta. No segmento de vestuário, o mais procurado pelo público no Dia das Mães, há diversas opções de preços.
Os preços na internet despencaram. Na rede Marisa, as promoções chegam a 77% com frete grátis. Um quimono de chiffon, por exemplo, baixou de R$ 89,99 para R$19,99. Os clientes também podem presentear as homenageadas com peças íntimas que estão até 50% mais baratas.

Para as mães que estão de olho em eletrônicos, como smarthphones, o Ponto Frio tem ofertas atrativas. No site da rede, é possível comprar um telefone celular Samsung Galaxy J1 2016 (dois chips), 3G, que custava R$ 899 agora sai a R$ 699, com a parcelamento em até cinco vezes sem juros. E nas Lojas Americanas, um HD externo Portátil Samsung M3 de R$399 está saindo por R$289.

Segundo o presidente do Clube de Diretores Lojistas do Rio (CDL-Rio), Aldo Gonçalves, essas ofertas, atreladas aos novos rumos da política — que influenciam a economia no país —, vão ajudar no resultado positivo que o comércio espera para a data.

“O Dia das Mães é a segunda melhor data para o varejo, depois do Natal. E as pessoas não deixam de presenteá-las mesmo na crise. Prevemos alta de 2% nas vendas, mas o crescimento pode ser maior”, declara Aldo, apontando ainda outros fatores para o otimismo: “Os segmentos de vestuário e acessórios são os mais procurados. E com a queda de temperatura, haverá demanda pelas novas coleções de outono-inverno”, conclui.

Nas lojas, o movimento já começou a aumentar. Ontem, a assistente de operações Flávia Monteiro aproveitou algumas ofertas de lojas do Bangu Shopping, na Zona Oeste, para fazer compras. Mas, antes, pesquisou preços pela internet e em vitrines.

“Preferi vir à loja, pois assim eu confiro a qualidade do produto. Além disso, não preciso pagar o frete”, observa Flávia, que aproveitou os descontos da loja feminina Karamello no shopping. “Aproveito a promoção daqui e participo das campanhas do shopping”, conta ela que levou de brinde uma nécessaire da loja e um kit de chinelo e bolsa do shopping.

De acordo com a Superintendente do Bangu Shopping, Adriana Santilhana, a ação ‘Compre e Ganhe’ vai ajudar a alavancar as vendas. “Estamos confiantes nos bons resultados. A expectativa é que o estoque esgote até o Dia das Mães”, opina ela.

Sorteios de carros impulsionam vendas

Sorteios de carros, motos, eletrônicos e ofertas de brindes são algumas ações dos shoppings da Região Metropolitana do Rio para impulsionar as vendas. No Riosul, o cliente que somar R$ 350 em compras pode concorrer a um Jeep Renegade Longitude. Quatro motocicletas B-50 serão sortadas para quem gastar R$100 no Passeio Shopping,em Campo Grande.

O Santa Cruz Shopping sorteia 16 smartphones Moto G. O Carioca Shopping vai dar automóvel 0 Km e 10 smartphones para quem fizer compras de R$300 no local.


Aumenta pesquisa pela internet

A internet ganha cada vez mais espaço na relação de consumo do brasileiro. Atualmente, segundo pesquisa do Google Brasil, o consumidor passou a pesquisar muito mais antes da compra. Para o Dia das Mães, por exemplo, 80% dos clientes buscaram preços menores antes de comprar, ante 41% de 2015.

Em geral, 77% procuram em sites de busca e de comparação de preços, 67% em lojas online, tanto e-commerce de varejistas quanto site de fabricantes e 53% em lojas físicas. E apesar da crise econômica, os consumidores demonstraram otimismo: 90% dos entrevistados pretendem comprar algo para a data, enquanto em 2015 esse número atingia 88% dos consultados.

Clique sobre a imagem para conferir as ofertasDivulgação

Os brasileiros divulgaram que pretendem gastar, em média, R$467 no Dia das Mães. O valor é 15% maior do que o pretendido em 2015. Roupas, acessórios e calçados são mais uma vez os presentes mais desejados (62%). Em seguida, estão produtos para uso pessoal (50%), como perfume e itens de beleza, lembranças (41%), como flores e chocolates, itens para a casa (26%), eletrônicos e eletrodomésticos (25%), viagens (8%) e artigos esportivos (4%).



Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia