Mais Lidas

Justiça devolve desconto do INSS a aposentado

Segurado da Previdência receberá R$ 9,5 mil por ter contribuído depois que benefício foi concedido durante a vigência do antigo pecúlio que acabou em 1994

Por thiago.antunes

Rio - A Justiça mais uma vez reconheceu o direito de um aposentado do INSS que trabalhou com carteira assinada ter de volta as contribuições previdenciárias feitas após a concessão do benefício. Neste caso, os descontos que serão restituídos são do período compreendido entre 1991 a 1994, ano em que saiu a lei que acabou com o chamado pecúlio, mecanismo que o governo usava para devolver todas os recolhimentos que o segurado fez após a aposentadoria. O pecúlio vigorou até 15 de abril de 1994. A decisão favoreceu um segurado do interior de São Paulo, que receberá cerca de R$9,5 mil relativos a pagamentos feitos durante três anos. O crédito do pecúlio será via Requisição de Pequeno Valor (RPV), que são limitados a 60 salários mínimos (R$ 56.220).

Aposentado que continua no mercado pode ter contribuição de voltaDivulgação

De acordo com o autor da ação, João Badari, do escritório Aith, Badari e Luchin, o segurado entrou com ação em 2008 e somente agora saiu a decisão final. Um fato que chama a atenção do advogado foi a Justiça reconhecer os períodos "quebrados", ou seja, as saídas e trocas de emprego do aposentado, o que não é admitido pelo INSS se a tal "quebra" supere cinco anos.

"Caso o segurado tenha se aposentado antes de 1994 e continuou trabalhando com carteira assinada, ele tem direito a entrar na Justiça e pedir o pecúlio. Desde que haja vínculo de trabalho atual ou com, no máximo, cinco anos, independentemente de ser a mesma empresa que aposentou", diz Badari.

"O INSS foi obrigado a devolver os valores de todas as contribuições até abril de 94, com as devidas correções, para quem se aposentou e continuou no mercado de trabalho com carteira assinada e o último vínculo se deu a menos de cinco anos", orienta. 

Vale ressaltar que se a pessoa continua na mesma empresa desde sua aposentadoria e esta foi concedida antes de 1994 o pedido poderá ser feito diretamente no INSS, caso não seja o mesmo empregador, a solução é buscar o Poder Judiciário.

O advogado ressalta que existem casos em que o valor das restituições pode superar R$ 100 mil.

Decisão igual aqui no Rio

Em uma outra decisão em setembro, conforme O DIA noticiou, a Justiça já havia reconhecido o direito de uma segurada do Rio. Neste caso, os descontos que serão restituídos são do período compreendido entre 2001 e 2003, antes da entrada em vigor de emenda constitucional, que instituiu a cobrança para inativos que continuam no mercado de trabalho formal.

Com a decisão, a segurada receberá R$ 3,5 mil, relativos aos pagamentos feitos durante três anos. Ela entrou com ação em 2002. “A decisão abre precedentes para quem se aposentou poder recuperar o desconto de pelo menos neste período. É uma forma de atenuar o prejuízo de quem contribuiu mas não usufruiu do desconto”, avaliou Patrícia Reis, do escritório Neves Bezerra. Atualmente, 480 mil aposentados continuam no mercado de trabalho.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia