Anderson Silva tem atuação segura e vence Nick Diaz por decisão unânime

Brasileiro derrotou o americano após cinco rounds no UFC

Por O Dia

Estados Unidos - Considerado por muitos o maior lutador da história do MMA, Anderson Silva voltou com vitória ao UFC. Após mais de um ano, quando quebrou a perna na disputa do cinturão contra Chris Weidman, o Spider retornou ao Octógono neste sábado, em Las Vegas, no evento de número 183, e derrotou o americano Nick Diaz por decisão unânime dos jurados (50-45, 50-45 e 49-46) em uma luta bastante morna.

O primeiro round começou com Nick Diaz tentando desestabilizar Anderson Silva. O americano abaixava a guarda e buscava fazer com que o brasileiro falhasse. A luta ficou um pouco amarrada. No fim do assalto, o Spider conseguiu acertar alguns jabs e joelhadas que deixaram o rival desnorteado, mas Nick segurou e acabou evitando qualquer queda.

Anderson Silva voltou a vencerDivulgação

O segundo assalto foi um pouco mais morno. Anderson buscou soltar um pouco mais a perna, mas nenhum dos chutes pegou com força no americano. Nick buscava a provocação psicológica e apesar de ter acertado alguns jabs, o brasileiro não acabou sendo ameaçado em nenhum momento pelo rival. No fim do round, o Spider buscou acelerar, mas não conseguiu ser eficaz como no primeiro round.

Em desvantagem na luta, Nick buscou ter uma postura mais agressiva no terceiro assalto. O americano diminuiu a provocação e partiu para cima de Anderson. Porém, o Spider seguiu se esquivando e acertando mais jabs do que o rival. Sem forçar muito, o brasileiro conseguiu ser superior em mais um round. No quarto assalto, Nick manteve a tática de ser mais agressivo e Anderson controlou novamente o adversário sem correr riscos.

No último round, Anderson tentou ousar um pouco mais contra Nick. Porém, o brasileiro sentiu a falta de ritmo e não conseguiu a explosão necessária para finalizar a luta em um noucate. Novamente superior, o brasileiro confirmou a sua vitória ganhando mais um assalto.

LEIA MAIS: Notícias, lutas e bastidores: tudo do mundo do MMA

"Esse momento é muito importante para mim, para toda minha família e para todos os brasileiros. Queria agradecer a todos vocês que vieram aqui, todos os brasileiros. Esse momento foi muito importante por tudo o que passei aqui este ano, achei que não voltaria a lutar. Quero agradecer aos meus médicos e ao Dana e Lorenzo. Foi a luta mais dificil psicologicamente. Nick é o melhor. Foi a primeira vez que lutei contra um cara tão forte mentalmente. Obrigado pela oportunidade, Nick. Nick dá um grande show, eu também dou um grande show. Este é o Nick Diaz, é um show, esse é o UFC", disse o Spider.

Domínio brasileiro

Além de Anderson, outros seis brasileiros entraram no octógono de Las Vegas neste sábado. Apenas um foi derrotado, Rick Monstro, mas ele acabou perdendo para o compatriotra, Ildemar Marajó, por decisão dividida. No card preliminar, Rafael Sapo venceu Tom Watson por decisão unânime e Thiago Marreta derrotou Andy Enz por nocaute técnico com 1 minuto e 56 segundos do primeiro round, na luta que abriu o UFC.

Pelo card principal, Thiago Alves derrotou Jordan Mein, em um incrível nocaute técnico aos 38 segundos do segundo assalto. O brasileiro havia sido derrotado no primeiro round. Thales Leites passou por Tim Boetsch com uma finalização aos 3 minutos e trinta e quatro segundos do segundo round.

CARD PRINCIPAL

Anderson Silva venceu Nick Diaz por decisão unânime
Tyron Woodley venceu Kelvin Gastelum por decisão dividida
Al Iaquinta venceu Joe Lauzon por TKO aos 3m34s do R2
Thales Leites venceu Tim Boetsch por finalização aos 3m45s do R2
Thiago Alves venceu Jordan Mein por TKO aos 39s do R2

CARD PRELIMINAR

Miesha Tate venceu Sara McMann por decisão majoritária
Derek Brunson venceu Ed Herman por TKO aos 36s do R1
John Lineker venceu Ian McCall por decisão unânime
Rafael Sapo venceu Tom Watson por decisão unânime
Ildemar Marajó venceu Rick Monstro por decisão dividida
Thiago Marreta venceu Andy Enz por TKO a 1m56s do R1

Últimas de Esporte