Alegando problemas pessoais, atacante Bill rescinde contrato e deixa o Botafogo

Em má fase dentro de campo, o camisa 9 afirmou ter uma proposta do exterior e pediu para ser liberado pela diretoria

Por O Dia

Rio - A má fase de Bill, pelo menos no Botafogo, chegou ao fim. Alegando problemas pessoais e uma proposta do exterior, o atacante pediu para sair. Após o jogador se reunir na manha desta segunda-feira com o gerente Antônio Lopes, em General Severiano, o presidente, Carlos Eduardo Pereira, providenciou a rescisão do contrato do camisa 9.

Na saída de campo depois da derota para o Macaé, sábado, Bill fez gestos obscenos para a torcida, que vaiava o time. Além do jejum de gols, o atacante vive situação complicada na relação com a ex-mulher. Ela alega não receber mais a pensão dos dois filhos e chegou a dar queixa contra o jogador por ameacá-la através de mensagens de celular.

O atacante sequer apareceu no treino realizado nesta segunda-feira no campo anexo do Estádio Nilton Santos. A passagem de Bill pelo Botafogo durou um pouco mais de seis meses. O camisa 9 chegou em janeiro vindo do Ceará e fez ao todo 28 jogos pelo Alvinegro, marcando 11 gols na temporada, o que o coloca no topo da artilharia da equipe.