Jair e jogadores saem satisfeitos e viram a chave para a Libertadores

Após empate contra o Cruzeiro, pensamento agora é na partida decisiva contra o Nacional, que poderá colocar o Botafogo nas quartas de final

Por O Dia

Belo Horizonte - O Botafogo completa cinco jogos sem vitória no Brasileirão, mas o empate contra o Cruzeiro, neste domingo, no Mineirão, foi comemorado pelos jogadores e pelo treinador Jair Ventura.

Jair Ventura gostou do resultado contra o Cruzeiro, apesar do jejum de cinco jogos sem vitóriaVitor Silva / SS Press

Quase todos os titulares foram poupados pensando na decisiva partida contra o Nacional, pela volta das oitavas de final da Libertadores - somente Gatito, Bruno Silva e Rodrigo Lindoso foram a campo. O ponto conquistado contra uma equipe que briga na parte de cima da tabela, fora de casa, foi considerado satisfatório, principalmente porque o time foi bastante pressionado pelo Cruzeiro, que colocou duas bolas na trave.

Um dos titulares, Rodrigo Lindososo valorizou o comprometimento da equipe, mesmo com o desentrosamento. E destacou as chances que o Alvinegro perdeu que poderiam render melhor sorte para o time. "As melhores chances foram nossas. Agora é ter paciência e trabalhar, estamos no meio da tabela. Viemos com um time alternativo e fizemos um bom jogo", disse.

Para o volante Bruno Silva, um dos líderes do elenco, o jejum não preocupa. O atleta mostrou otimismo para quinta-feira. "Não tem essa de jogos sem vencer, vamos ganhar", afirmou.

Jair Ventura também elogiou o nível de doação do time, mas acredita que o momento agora é de pensar na grande competição no ano. "Temos que virar a chave. Não podemos preocupar com Libertadores, Copa do Brasil e Brasileiro", disse o treinador.

O Botafogo volta a campo nesta quinta-feira, para a partida decisiva contra o Nacional, do Uruguai, pelas oitavas de final da Libertadores. O jogo será no Engenhão. Na ida, o Glorioso venceu por 1 a 0, na casa do adversário.