Contra o Irã, Sabella dirige hermanos em estádio que lhe deu Libertadores

Argentina enfrenta o Irã no Mineirão

Por O Dia

Minas Gerais - Quando reencontrar o Mineirão, sexta, no jogo contra o Irã, pela segunda rodada do Grupo F, um filme emocionante deverá passar pela cabeça do técnico da Argentina, Alejandro Sabella. Foi no estádio mineiro que o treinador conquistou o título mais importante de sua carreira: a Libertadores de 2009, quando comandava o Estudiantes de La Prata, que venceu o Cruzeiro por 2 a 1, de virada, na final.

“Adoro este estádio, é magnífico. Foi uma grande emoção”, disse ao site da Conmebol o técnico argentino, que também terá a companhia de quatro jogadores que disputaram aquela final: o goleiro Andújar e o meia Enzo Pérez, hoje reservas, além do zagueiro Federico Fernández e do lateral Marcos Rojo, titulares.

Sabella vai reencontrar o MineirãoEfe

“É lindo voltar a recordar os bons momentos que eu passei no Mineirão. Oxalá possamos repeti-los com a seleção argentina”, afirmou o goleiro Andújar, titular naquela oportunidade.

O BANCO DA SORTE

Supersticioso, Sabella fez um curioso pedido à administração do estádio quando visitou o Mineirão no final do ano passado.

“Perguntei se podiam mudar o banco de lugar para que estivesse no mesmo lugar que estava quando fui campeão com o Estudiantes, porém me disseram que não”, revelou o técnico argentino.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

Mas nem o banco deverá ser problema para a Argentina atropelar a fraquíssima seleção do Irã. Além de contar com o apoio dos hermanos, que prometem lotar o Mineirão, Sabella deverá usar um esquema mais ofensivo, com três atacantes. Um jogo ideal para a Argentina golear e sacramentar com folga sua classificação para as oitavas de final.

LEIA MAIS: A tabela e a classificação da Copa do Mundo

No adversário, a principal estrela é o técnico português Carlos Queiróz, que comandou Portugal na Copa de 2010 e comunicou, ontem, que irá deixar a seleção iraniana após o mundial. Uma ducha de água fria nos jogadores, quase na véspera do confronto com um dos candidatos ao título. Com clima tão favorável a festa argentina é certa.

Últimas de _legado_Copa do Mundo