Rômulo é elogiado pelo preparador físico do Flamengo: 'Um cavalo'

Volante não deverá estrear pelo clube na primeira partida do ano: o amistoso deste sábado contra o Vila Nova, em Goiânia

Por O Dia

Rio - Apresentado na última segunda-feira como novo reforço do Flamengo para a temporada, o volante Rômulo não deverá estrear pelo clube na primeira partida do ano: o amistoso deste sábado contra o Vila Nova, em Goiânia. O jogador ainda precisa readquirir a melhor forma física e ser submetido a alguns testes, mas já foi elogiado pelo preparador do time rubro-negro, Daniel Gonçalves, nesta terça-feira.

Rômulo desfalca o time contra o Vila NovaGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

"A gente sabe que lá atrás ele teve problema de ordem médica, mas é um atleta que já conheço. Fisicamente, é um cavalo, tem muita força e resistência. Mas está em processo de condicionamento, se apresentou depois dos demais. Temos boas expectativas de que se iguale logo ao grupo, porque está em condições boas, mas ainda tem etapas a cumprir", declarou.

Rômulo trabalhou com o preparador no início de carreira, no Vasco. Contratado junto ao Spartak Moscou, da Rússia, o jogador de 26 anos foi apresentado em ótima forma física, mesmo após duas cirurgias no joelho direito nos últimos anos, e é a aposta do clube para a posição de primeiro volante.

A boa forma de Rômulo se alinha com o bom trabalho do departamento médico e da preparação física em 2016. O clube foi o que menos perdeu jogadores por lesões no Campeonato Brasileiro do ano passado e tentará manter esta marca para a temporada que está por vir.

"Ficamos muito felizes com o resultado que tivemos, principalmente na prevenção de lesões nesse novo formato de metodologia de treinamento funcional e avaliação de movimento. Foi uma surpresa agradável no fim do ano sabermos que fomos o time que teve menos lesão no Campeonato Brasileiro, apesar de termos sido a equipe que mais fez viagens longas. Temos uma responsabilidade maior de tentar manter esses números, mesmo sabendo que existem vários fatores externos que não dependem só de nós", disse o chefe do departamento médico do Flamengo, Márcio Tannure.

Com informações do Estadão Conteúdo