Jorginho define partida como atípica e vê pontos positivos na derrota do Vasco

Treinador prefere defender a equipe das críticas e questiona a expulsão de Jorge Henrique ainda no primeiro tempo

Por O Dia

Goiás - Da euforia pela estreia com vitória sobre o Flamengo pela Copa do Brasil à dura realidade do Vasco no Campeonato Brasileiro. Em apenas três dias, Jorginho viveu os extremos pelo qual o Cruzmaltino tem passado recentemente. Após mais uma derrota, desta vez para o Goiás por 3 a 0, o treinador preferiu não criticar a equipe e classificou a partida como atípica, não servindo como parâmetro para o resto da temporada.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

"Eu quero deixar bem claro o que eu falo em relação ao jogo de hoje: Foi atípico. Nós perdemos um jogador muito rápido, tomamos um gol com poucos minutos e outro com um lance, no mínimo, questionável. Além disso, o Jorge Henrique merecia amarelo, ficou nervoso. Mas não merecia o vermelho. Ele não pisou no atleta do Goiás", afirmou.

Apesar da derrota de 3 a 0 para o Goiás%2C Jorginho diz ter vistos pontos positivos na equipe do VascoFrancisco Stuckert/ Parceiro / Agência O Dia

Mesmo com a expulsão de Jorge Henrique, aos 20 minutos do primeiro tempo, Jorginho disse ter gostado do comportamento e do comprometimento do time mesmo com um jogador a menos durante a maior parte do jogo. Porém, o treinador reconheceu algumas limitações e admitiu que após o cartão vermelho para Rodrigo, a equipe buscou apenas evitar uma goleada maior.

"É muito importante frisar que a minha equipe, mesmo em desvantagem, não deixou de jogar, tentou se organizar em um 4-4-1, manteve a posse de bola. As substituições que eu fiz foram tentando isso. Tirar o Guiñazú, que é mais de pegada, e deixar o Julio dos Santos, que tem mais qualidade na posse de bola. Mas depois do segundo pênalti e da expulsão, não teve como. Era não tomar uma goleada histórica", analisou.

Com mais uma derrota, o Vasco segue estacionado na lanterna com 13 pontos e completa seis jogos sem vencer no Brasileiro. Na próxima quarta-feira o Cruzmaltino volta a campo, desta vez pela Copa do Brasil, e enfrenta o Flamengo, às 22h, no Maracanã, precisando de apenas um empate para garantir a classficação para as quartas de final da competição.