Tem estrela: Éderson rouba a cena na estreia e Vasco vira sobre o Bragantino

Cruzmaltino sai atrás, mas conta com expulsão de jogador adversário e gols de estreante e zagueiro para fazer 2 a 1

Por O Dia

Rio - A diferença na tabela não justificaria um resultado diferente. O Vasco, líder da Série B, venceu o Bragantino por 2 a 1, em São Januário. Mas, como futebol não é ciência exata, a vitória cruzmaltina foi de virada - o time paulista saiu na frente, com gol de Rafael Grampola, ainda no primeiro tempo. A estrela de Jorginho brilhou no intervalo, que resolveu apostar em Éderson para mudar a situação do time. E foi a estrela do atacante que roubou a cena no fim das contas - deixou tudo igual logo aos 13 da etapa final. Rodrigo, de cabeça, completou o placar na Colina.

LEIA MAIS: Julio Cesar comemora, mas bate na tecla de gol irregular do Bragantino

O Bragantino chegou ao Rio imponente, sem recuar. A insistência no ataque deu resultado aos 17 minutos, quando Grampola mandou de cabeça para o fundo do gol de Martín Silva. A sorte do time paulista começou a virar aos 37, quando Gabriel Dias foi expulso por dura falta em Julio Cesar. O Vasco então começou a crescer e Jorginho apostou no ataque após o intervalo. Éderson entrou e deixou tudo igual, mandando uma bola no ângulo de Felipe. Aos 27, Rodrigo completou para o fundo do gol, após cruzamento de Andrezinho, e fechou o placar em 2 a 1.

FOTOGALERIA: Confira as imagens da vitória do Vasco sobre o Bragantino

Éderson marcou logo na estreia pelo VascoDivulgação

O resultado manteve o Vasco isolado na liderança da Série B, agora com 35 pontos. Na próxima rodada, o Cruzmaltino recebe o Criciúma em São Januário, no sábado, às 21h. Já o Bragantino, em uma realidade bem diferente, se mantém na zona de rebaixamento, com 17 pontos, na 17ª posição. A equipe paulista encara o Bahia, no sábado, às 16h30, no Tanabi.

O JOGO

Se alguém esperava um Bragantino tímido por estar jogando fora de casa, logo viu que estava enganado sobre os rumos que o jogo em São Januário tomaria. Logo nos minutos iniciais, o time mostrou que iria explorar os contra-ataques para chegar ao gol. Mas o Vasco também não queria perder a superioridade em seus domínios: aos sete, Andrezinho lançou Pikachu, que chutou cruzado, obrigando Felipe a defender e evitar o gol adversário.

E o ímpeto do Bragantino não parou nos minutos iniciais. Aos 13, Tartá cruzou para Grampola, que tentou finalizar, mas foi impedido por Rodrigo. Mas o atacante do time do interior paulista parecia estar inspirado e disposto a colocar a equipe na frente. Quatro minutos depois, mandou de cabeça para o fundo da rede, após cobrança de falta pela esquerda: 1 a 0 para os visitantes. O lance gerou polêmica, já que os jogadores cruzmaltinos reclamaram de falta em Rodrigo.

O Vasco não recuou: aos 23, Felipe fez uma defesa espetacular e impediu o empate. Julio Cesar cruzou pela esquerda e Pikachu finalizou. O goleiro do Bragantino espalmou e, na sequência, Evander isolou, desperdiçando a chance cruzmaltina de deixar tudo igual no marcador.

E, se a situação do Brangantino estava favorável, aos 37 o quadro mudou. Gabriel Dias fez uma falta dura em Julio Cesar. Como já tinha cartão amarelo, o volante recebeu vermelho e foi expulso da partida. Com um a mais, o Vasco cresceu ainda mais. Mas, mesmo com Thalles desperdiçando uma chance aos 42, dentro da pequena área, foi do time paulista a melhor chance de alterar o placar. Aos 47, num rápido contra-ataque, Tartá recebeu sozinho dentro da área cruzmaltina. A demora em dominar a bola foi determinante e Rodrigo conseguiu desarmar o rival.

O intervalo foi crucial para o Vasco. Jorginho apostou nas mudanças para formar um time mais ofensivo, e funcinou. O Cruzmaltino voltou do vestiário mais presente no ataque e, logo aos 13 minutos alterou o placar. A estrela de Éderson, estreante do dia, brilhou com uma bomba no ângulo, deixando tudo igual em São Januário. E o time da Colina ainda teve a chance de ampliar logo na sequência, com Pikachu, mas Felipe impediu o segundo gol.

O segundo tempo continuou sendo de domínio vascaíno, com um ataque seguido do outro. A grande arma do Bragantino se tornou o seu goleiro. Aos 23, Andrezinho chutou fortemente, obrigando Felipe a espalmar. Na sequência, novamente o volante tentou, mas mandou para fora. Mas a imponência cruzmaltina não demorou a surtir efeito. Rodrigo recebeu cruzamento após cobrança de falta, aos 27 minutos, e mandou de cabeça para fazer 2 a 1 para os donos da casa.

Já na frente no placar e com a liderança assegurada, o Vasco não recuou e continuou dominando o Bragantino até o fim da partida. Aos 40 minutos, ainda teve a chance de fazer mais um, com Jorge Henrique, que recebeu dentro da área. Sem pressa, dominou e chutou com força. Felipe impediu o terceiro gol cruzmaltino.

FICHA TÉCNICA

VASCO 2 X 1 BRAGANTINO

Estádio: São Januário
Público e renda: 4.564 pagantes/ 5.538 presentes / R$ 114.255,00
Árbitro: Braulio da Silva Machado
Gols: Rafael Grampola (Bragantino, aos 17' do 1ºT); Éderson (Vasco, aos 13' do 2ºT); Rodrigo (Vasco, aos 27' do 2ºT)
Cartão amarelo: Rodrigo, Julio Cesar, Eder Luis (Vasco); Gabriel Dias, Alemão (Bragantino)
Cartão vermelho: Gabriel Dias (Bragantino)

Vasco: Martín Silva; Madson (Éder Luis, aos 11' do 2ºT), Rodrigo, Jomar (Rafael Marques, no intervalo) e Julio Cesar; Diguinho, Andrezinho, Yaho Pikachu e Evander (Éderson, no intervalo); Jorge Henrique e Thalles. Técnico: Jorginho

Bragantino: Felipe; Alemão (Erick, aos 31' do 2ºT), Ednei, Éder Lima e Bruno Pacheco; Gabriel Dias, Daniel Pereira, André Rocha, Marcos Paullo (César Gaúcho, no intervalo) e Tartá (Watson, aos 37' do 2ºT); Rafael Grampola. Técnico: Marcelo Veiga