Por clarissa.sardenberg
Líbano - Imagens de uma pequena noiva de 12 anos posando para fotos de casamento com um homem que poderia ser seu avô, no Líbano, chocaram o mundo. Enquanto alguns pedestres se diziam enojados, outros parabenizavam o casal. Felizmente, tudo não passou de uma encenação, mas revela a realidade de milhares de crianças forçadas a abrir mão de sua infância.
A cena é uma iniciativa do grupo Kafa (que pode ser traduzido como 'basta'), que luta pelos direitos das mulheres no país. No Líbano, a idade legal para casar é 18 anos para homens e 17 para mulheres, mas com permissão dos pais a idade pode cair para 17, no caso dos homens, e apenas 9 anos para mulheres.
Atores vestidos de noivos chocaram as ruas do Líbano com casamento infantilReprodução Youtube

A campanha foi feita em pareceria com o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) para cessar os casamentos infantis no país. Segundo o órgão, 37 mil crianças foram obrigadas a se casar diariamente em 2015.

"Algumas pessoas não sabem que a lei do Líbano permite o casamento infantil e outras não se preocupam com isso", afirmou Maya Ammar, porta-voz do grupo. "Decidimos fazer um vídeo sobre casamento infantil para chamar atenção para o assunto e ao mesmo tempo engajar as pessoas em uma cena bem diante dos olhos delas. A cena é chocante porque a prática é chocante", completou.

A campanha, que começou em dezembro de 2015, viralizou e tem cerca de 1 milhão e 900 mil visualizações no YouTube.