Scotland Yard trata explosão em metrô como terrorismo

Causas do incidente ainda não são conhecidas. Até o momento, 22 pessoas feridas foram hospitalizadas

Por O Dia

Londres - A polícia metropolitana de Londres, conhecida como Scotland Yard, oficializou que a explosão no metrô da cidade, nesta sexta-feira, está sendo tratada como um atentado terrorista. A informação havia sido adiantada mais cedo, por meio de fontes, pela rede de TV estatal BBC. As causas do incidente ainda não são conhecidas e de acordo com a polícia, o número de feridos já chega a 22. 

Ataque no metrô londrino é tratado com terrorismoAFP

De acordo com Downing Street, residência oficial do governo britânico, a primeira-ministra Theresa May vem sendo atualizada a cada instante sobre as informações relativas ao episódio. Ela coordenará às 13 horas (9h de Brasília) uma reunião de resposta por meio do Cabinet Office Briefing Rooms, que faz o grupo ser chamado informalmente de "Cobr" ou "Cobra", na residência oficial. "Meus pensamentos neste momento estão com as pessoas feridas em Parsons Green", disse ela, por meio de uma nota oficial.

Bomba foi encontrada dentro de vagão de trem em LondresAFP

Uma explosão na District Line (linha verde), uma das mais movimentadas de Londres, fez com que a polícia local esvaziasse todas as estações e trens que compõem esse complexo, que foi totalmente interditado. Equipes especializadas em desarmar bombas foram a várias estações e trens do metrô da cidade em busca de pistas sobre uma explosão que causou pânico a passageiros. O fogo que causou a explosão teria iniciado em uma mochila em uma estação no sudoeste da cidade. A polícia armada também se encontra na estação Parsons Green (Fulham), onde o incidente teria começado.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência