Aumentam golpes contra consumidor

Tentativas de fraude acontecem com um brasileiro a cada 15 segundos e são comuns entre setores de telefonia e serviços

Por O Dia

Rio - Cresceu o número de tentativas de fraude contra o consumidor em 2013. Entre janeiro e agosto, houve 1,42 milhão de casos de roubo de identidade, em que dados pessoais são usados por criminosos para fazer negócios sob falsidade ideológica ou mesmo obter crédito com a intenção de não honrar os pagamentos. Os dados são do Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraudes — Consumidor.

Isso representa uma tentativa de fraude a cada 14,8 segundos no Brasil. No mesmo período de 2012, houve 1,39 milhão de registros e, em 2011, 1,36 milhão.

Este ano, os setores de telefonia e de serviço foram os que mais tiveram queixas de fraude. Telefonia corresponde a 42% do total, com 601.310 casos. Já o segmento de serviços — que inclui construtoras, imobiliárias, seguradoras e serviços em geral, como salões de beleza, pacotes turísticos etc — teve 431.632 registros, equivalente a 30%.

Também constam no ranking os bancos e as financeiras, com 18% das tentativas de golpes, o varejo, com 7%, e outros, que correspondem a 2% do total.

Cuidado com compras pela internet

De acordo com Luiz Rabi, economista do Serasa, é preciso tomar cuidado com compras pela internet. “O ideal é acessar sites de lojas físicas conhecidas e checar se a página é protegida contra fraudadores”, diz.

Além disso, ao perder documentos, o consumidor deve fazer um registro no site do Serasa, que vai impedir tentativas de negócio.

Técnico em informática, Marcelo de Souza, 43, também alerta para a importância de proteger os computadores contra hackers.

Últimas de _legado_Economia