Energia mantém bandeira vermelha

Nesta semana, a Aneel aprovou nova metodologia de cobrança da CDE, um dos encargos cobrados nas contas de luz

Por O Dia

Rio - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) manterá na cor vermelha a bandeira tarifária referente ao mês de outubro. Com isso, as contas de luz virão com acréscimo de R$ 4,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

O sistema de bandeiras tarifárias permite a cobrança de um valor extra na conta de luz, que varia de acordo com o custo de geração de energia. Esse valor adicional é indicado pelas bandeiras verde, amarela e vermelha, de forma a informar ao consumidor se ele está pagando mais caro pela energia.

A bandeira verde indica condições favoráveis de geração de energia, situação que não resulta em acréscimos na tarifa. A bandeira amarela indica condições de geração menos favoráveis. Nesse caso, a tarifa sofreria acréscimo de R$ 2,50 para cada 100 kWh consumidos.

Nesta semana, a Aneel aprovou nova metodologia de cobrança da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), um dos encargos cobrados nas contas de luz. Os clientes residenciais poderão pagar até 8% a mais nas contas. (Com Agência Brasil)

Últimas de _legado_Economia