Duplo atentado contra sede militar deixa 5 mortos no Iêmen

Fonte informou que veículos eram conduzidos por suicidas, que detonaram os explosivos no quartel da chamada Primeira Zona Militar na cidade de Seyun

Por O Dia

Iêmen - Pelo menos cinco militares iemenitas morreram nesta terça-feira e sete ficaram feridos após a explosão de dois carros-bomba em um quartel do Exército na província de Hadramut, no sudeste do Iêmen, atentado cuja autoria foi assumida pela Al Qaeda. Uma fonte de segurança informou que os veículos eram conduzidos por suicidas, que detonaram os explosivos no quartel da chamada Primeira Zona Militar na cidade de Seyun.

O Ministério da Defesa iemenita afirmou em comunicado que o ataque foi repelido pelos guardas da entrada, que dispararam contra os motoristas dos veículos e evitaram que invadissem no complexo. Em relatos, as testemunhas disseram que um dos carros explodiu na entrada do quartel, mas que o segundo suicida conseguiu ultrapassar o portão e explodir o veículo no interior.

Leia mais:

Reféns sequestrados pela Al Qaeda são mortos no Iêmen

Al Qaeda ameaça matar refém norte-americano sequestrado no Iêmen

Quatro franceses são presos por suposto vínculo com o Estado Islâmico

A Al Qaeda na Península Arábica, com sede no Iêmen, assumiu a autoria do atentado em sua conta oficial no Twitter, onde afirmou que os veículos eram conduzidos por "dois mártires" do grupo. O recinto militar foi alvo, nos últimos dois anos, de pelo menos quatro ataques similares cometidos pela rede terrorista Al Qaeda, que tem forte presença em Hadramut.

Em 9 de outubro, pelo menos 20 soldados morreram e 13 ficaram feridos em um ataque da rede terrorista a outro quartel em Hadramut.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência