Morre Satoru Iwata, presidente da Nintendo, aos 55 anos

Executivo impulsionou o lançamento do Wii, que foi um dos maiores sucessos comerciais na história da companhia

Por O Dia

Japão - O presidente da Nintendo, a gigante japonesa dos videogames, Satoru Iwata, morreu aos 55 anos de idade, segundo informou nesta segunda-feira a companhia com sede em Kioto (oeste do Japão). Iwata morreu neste sábado vítima de uma obstrução no ducto biliar, a qual já o tinha obrigado a fazer uma cirurgia no ano passado.

O executivo e programador se tornou em 2002 o quarto presidente da Nintendo, onde impulsionou o lançamento do console doméstico Wii, lançado em 2006 e que representou um dos maiores sucessos comerciais na história da companhia e dos videogames.

Presidente da Nintendo%2C Satoru Iwata Efe

Como presidente também liderou o desenvolvimento e comercialização do portátil Nintendo DS, outro sucesso comercial ao ser o primeiro a incorporar uma dupla tela táctil e um ponteiro.

Nascido em Sapporo em 1959 e formado em computação pelo Instituto Tecnológico de Tóquio, começou a trabalhar no estúdio de desenvolvimento HAL, subsidiária de Nintendo responsável de franquias como Super Smash Bros. e Kirby, antes de se unir à matriz em 2000.

Dois anos depois Iwata tomaria as rédeas da empresa das mãos do lendário Hiroshi Yamauchi (1927-2013), o homem que tinha transformado uma empresa regional de cartas de baralho chamada Nintendo em um gigante do entretenimento eletrônico.

Como presidente, Iwata se tornou um rosto muito conhecido para os jogadores, tendo em vista seu gosto por aparecer nas apresentações de novos produtos ou pela seção "Iwata asks" ("Iwata pergunta") incluída na página da companhia e na qual o presidente entrevistava diferentes desenvolvedores.

Após a morna recepção de novos produtos como Wii U e a dificuldade financeira dos últimos anos, Iwata também impulsionou a entrada da companhia no mercado dos videogames para smartphones anunciada este mesmo ano.

A Nintendo informou que provisoriamente estão à frente da empresa como "diretores representativos" Shigeru Miyamoto, a mente criativa por trás dos sucessos multimilionários da companhia e Prêmio Príncipe de Astúrias de Comunicação e Humanidades 2012, e Genyo Takeda, na casa desde os anos 70 e responsável de jogos como "Punch-out".

Últimas de _legado_Mundo e Ciência