Bandidos promovem arrastão em trem da SuperVia na Zona Norte da cidade

Criminosos invadiram composição no trecho entre Marechal Hermes e Bento Ribeiro e exigiram pertences de passageiros

Por O Dia

Rio - Passageiros de um trem da SuperVia viveram momentos de terror na manhã desta quinta-feira. Por volta das 10h20, três homens promoveram um arrastão em uma composição que seguia para a Central do Brasil, no trecho entre Marechal Hermes e Bento Ribeiro.

Os criminosos entraram no primeiro vagão do trem, anunciaram o assalto e obrigaram os passageiros a entregarem celulares e pertences. Um dos bandidos estava armado. Desesperados, os passageiros saíram correndo para o segundo vagão da composição.

Os bandidos entraram na Estação Marechal Hermes e renderam as vítimas que estavam no primeiro vagãoPaulo Alvadia / Agência O Dia

Quando o trem chegou à estação Bento Ribeiro, um agente da SuperVia parou a composição. Os passageiros então correram para fora do trem e saíram da estação. Os bandidos desapareceram. Quando o trem chegou à estação Madureira, policiais do Grupamento de Polícia Ferroviária (GPFer) revistaram todos os homens que saíram da composição.

A SuperVia não informou o procedimento adotado no incidente desta quinta-feira. Por telefone, limitou-se a dizer que a segurança pública é atividade típica e exclusiva do Estado, garantida nos trens e nas estações pelo GPFer. Ainda de acordo com a concessionária, a circulação não foi afetada.

A Polícia Militar esclareceu que os policiais do GPFer operam diretamente na malha ferroviária e as outras unidades são empregadas no entorno das estações. Em nota, a PM pediu que denúncias sejam feitas através do 190 ou do Disque denúncia 2253-1177 e ressaltou a importância do registro das ocorrências nas delegacia, para que sejam elaboradas novas estratégias de policiamento para o local.

A 30ª DP (Marechal Hermes), que está investigando o caso, solicitou imagens internas à concessionária e convocou funcionários para prestar depoimento.

Os três assaltantes entraram na estação de Marechal Hermes e logo anunciaram o assalto. Enquanto abordavam as vítimas que estavam nos primeiros assentos, os outros passageiros corriam em direção ao segundo vagão. Quando a composição chegou em Bento Ribeiro e as portas se abriram, os usuários saíram desesperados para a entrada da estação, localizada no viaduto do bairro. “Um dos caras gritava pedindo celular e dinheiro, enquanto os outros recolhiam. Foi tudo muito rápido, mas eles conseguiram fazer muitas vítimas”, afirmou um passageiro que preferiu não se identificar.

De dezembro até o início deste mês, o Grupamento de Policiamento Ferroviário, que possui 50 agentes espalhados pelo sistema, já realizou 36 prisões e apreendeu três réplicas de armas de fogo nos trens. Além do GPFer, a SuperVia também conta com os policiais militares contratados pelo Programa Estadual de Integração de Segurança (Proeis).

O efetivo não foi revelado por questões de segurança. Em nota, a concessionária orienta que as vítimas de roubo registrem boletim de ocorrência na delegacia. Desta forma, o caso é investigado e os bandidos, presos.

Últimas de Rio De Janeiro