PM prende mulher acusada de homicídios na Baixada Fluminense

Bruna Maria da Silva, de 20 anos, usava as redes sociais para desafiar a polícia

Por O Dia

Rio - Policiais do 15ºBPM (Duque de Caxias) prenderam na última terça-feira um trio suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas na Baixada Fluminense. Entre os presos está Bruna Maria da Silva, de 20 anos, apontada como a chefe do bando que atua na comunidade do Badu, em Duque de Caxias. Ela já havia sido presa em 2013 por associação do tráfico e é investigada em dois inquéritos de homicídios.

Presa ao lado de Luana de Souza e Rondinele de Oliveira%2C Bruna Maria da Silva%2C de 20 anos%2C é apontada como chefe do tráfico no Badu%2C em Duque de CaxiasReprodução / Rede Record

"A partir dessa importante prisão, nós começamos a fazer uma devassa nos inquéritos policiais que buscam elucidar homicídios relacionados a disputa do tráfico de drogas na região e essa investigada é apontada como uma das maiores autoras intelectuais e mandantes dos homicídios no Jardim Primavera", diz André Prates, delegado da 61ªDP (Xerém), para a Rede Record.

Segundo informações, Bruna ostentava armas e desafiava a polícia nas redes sociais. Ela foi presa ao lado de Rondinele de Oliveira dos Santos, de 21 anos, e Luana de Souza Espírito Santo, 18, numa casa em Campos Elíseos. No local em que o trio usava para a endolação foi encontrada uma farta quantidade de drogas.

Uma grande quantidade de drogas foi apreendida pelos policiais militares na casa onde o trio foi presoDivulgação

Na delegacia, Bruna teria dito que não estava preocupada com a prisão, pois tem apenas 20 anos e pode ficar no máximo 30 na cadeia. "Desde o momento da prisão ela sempre fez questão de mostrar que está envolvida com o tráfico de drogas, que a vida dela é essa. Ela não faz questão de esconder", afirma o tenente da PM, Leandro Oliveira.

Últimas de Rio De Janeiro