Preso acusado de homicídio de casal na Amendoeira, em São Gonçalo

'Eles vigiavam o material que estava escondido e ela sabia da presença das armas', disse o delegado

Por O Dia

Rio - Uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar resultou na prisão de um traficante mais perigosos do Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo. Anderson da Cruz Santos, vulgo Mariola, de 29 anos, estava em casa, no bairro Mutuaguaçu, quando foi cercado por policiais da 72ª DP (Mutuá) e do "Setor Eco" do 7º BPM (Alcântara). Na residência foram apreendidos um fuzil calibre 762, uma pistola calibre 45, dois radiotransmissores e joias, além de carregadores e munições.

Mariola estava acompanhado da companheira, Kethylen  de Araújo Desiderio, que também foi presa. Juntos foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e  receptação, já que na garagem da dupla foi encontrado um veículo roubado na área da 73ª DP (Neves) e com placa adulterada.

Na residência foram apreendidos um fuzil calibre 762%2C uma pistola calibre 45%2C dois radiotransmissores e joias%2C além de carregadores e munições.Divulgação

"Eles vigiavam o material que estava escondido e ela sabia da presença das armas", disse o delegado Flavio Narcizo, titular da 72ª DP.

De acordo com os investigadores da distrital, Mariola é alvo de uma investigação que apura o homicídio de um casal de São Gonçalo que teve o carro fuzilado por mais de 40 tiros, no bairro Amendoeira. O crime aconteceu em agosto do ano passado, na Rua Felipe Mascarenhas, que fica entre duas comunidades dominadas por traficantes, a Favela da Alma e a Favela do Miriambi.

Anderson também vai ser ouvido pela Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI), que apura a morte do casal.

Últimas de Rio De Janeiro