Homem acusado de jogar ex-noiva de terraço é condenado a 22 anos

Ele estava inconformado com o fim do relacionamento. Crime ocorreu na madrugada do dia 1º de janeiro de 2014, em São Gonçalo

Por O Dia

Rio - A Justiça do Rio condenou a 22 anos de prisão, em regime inicial fechado, Leonardo Carvalho de Oliveira, acusado de arremessar ex-noiva pelo terraço do apartamento, na Estrada do Boqueirão, em São Gonçalo, na noite do Réveillon de 2014. Na ocasião, a estudante Nívia Araújo, de 24 anos, caiu no terreno vizinho e chegou a ser levada para um hospital, mas, dois dias depois, os médicos constataram morte cerebral.

O julgamento, que ocorreu no Tribunal do Júri de São Gonçalo, terminou na madrugada desta quarta-feira. De acordo com a denúncia, o acusado agiu por motivo fútil, inconformado com o fim do relacionamento. Na madrugada do dia 1º de janeiro de 2014, Leonardo ficou no portão do prédio da jovem, aguardando a chegada dela, já que ela tinha saído com amigos.

Nívia Araújo%2C de 24 anos%2C foi jogada pelo terraço por seu ex-namorado%2C na madrugada do dia 1º de janeiro de 2014Reprodução Facebook

Depois, ao perceber que a menina estava sozinha, o acusado tentou arrombar ainda o portão da garagem. Segundo a denúncia, Leonardo escalou a parede da residência até alcançar o segundo andar, arrombando as portas da entrada e do quarto, onde Nívia tinha se trancado. Ele arrombou a porta do quarto, acuou a vítima e impossibilitou a defesa da jovem.

A juíza Juliana Grillo El-Jaick destacou na sentença que o acusado "não faz jus ao direito de apelar em liberdade, vez que respondeu preso a todo o processo, de forma que não faz sentido soltá-lo agora, após a prolação da sentença condenatória. Ademais, a prisão do réu se apresenta necessária para garantir a aplicação da lei penal, pois, uma vez em liberdade, poderia tentar escapar da atuação estatal”.