Cremerj apura fechamento do setor de pediatria no Hospital de Piedade

Crianças foram transferidas para outra unidade na madrugada desta sexta. Conselho abriu uma sindicância para investigar o caso

Por O Dia

Rio - O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) abriu uma sindicância para apurar o fechamento do setor de pediatria do Hospital Municipal de Piedade, na Zona Norte do Rio. Após ser o local ser fechado na madrugada desta sexta-feira, cinco crianças foram transferidas. Segundo o órgão, os pais não foram informados e outros quatro pacientes continuaram na unidade.

Decisão foi tomada durante uma reunião com o presidente do Cremerj, Nelson Nahon, o conselheiro federal e secretário geral da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Sidnei Ferreira, o conselheiro Gil Simões, o assessor jurídico Eurico Cavalcanti, e o corpo clínico da unidade.

Serviço de pediatria no Hospital de Piedade foi fechadoAgência O Dia

De acordo com o Cremerj, o diretor geral do hospital, Sérgio Adeodato, alegou diferentes motivos para o fechamento do serviço, como a falta de pediatras no fim de semana, "que foi refutado pelos documentos que provam a renovação dos contratos". Ele também citou as obras na enfermaria. No entanto, o assunto não teria sido discutido com o corpo clínico da unidade.

“Consideramos essa postura um absurdo, pois os argumentos não justificam os atos desumanos contra essas crianças, que tiveram que ser transferidas de madrugada, na chuva. Abrimos uma sindicância para apurar os reais motivos e responsabilizar os envolvidos”, disse Nahon, presidente do conselho.

Procurada pelo ?DIA, a Secretaria Municipal de Saúde ainda não se posicionou oficialmente sobre o caso.

Últimas de Rio De Janeiro