Fernando Mansur: Todos nós somos feitos de luzes

Nosso objetivo nesse momento é reaprendermos que somos seres divinos e deixarmos jorrar a luz de amor e cura que emana de nós

Por O Dia

Rio - Somos luzes. Correntes de energia em movimento.

Cada um de nós é também um grande transformador, filtrando a energia divina e distribuindo-a em forma de fluidos magnéticos.

Nosso objetivo nesse momento é reaprendermos que somos seres divinos e deixarmos jorrar a luz de amor e cura que emana de nós. O mundo está carente.

Ninguém é tão brilhante que não precise da luz do outro, nem tão apagadinho que não tenha um brilho para doar.

Assim como existem pessoas e organizações que prestam serviço voluntário dos tipos mais variados, pode haver também grupos de doadores silenciosos de luz, de amor, de serenidade.

Para participarmos desse mutirão de afeto, primeiramente é preciso nos afastar interiormente do turbilhão externo e nos voltar para dentro de nós mesmos, focando nossa atenção no coração. O coração é onde pulsa a mais poderosa energia do mundo: o Amor.

O Amor é nossa essência, embora ele pareça estar temporariamente exilado.

Entretanto, poderosos Seres de Luz estão irradiando a energia do Amor sobre todo o planeta. E precisam de canais para que essa Energia Divina se expanda e chegue aonde precisa chegar, tocando mais consciências.

Como fazer isso? 

Agindo. Há muitas maneiras de falar de amor, mas só uma de amar: amando. Vamos!

Pingos de luz

Perguntaram a um sábio o que é raiva.
- Raiva é a não aceitação do que está além do nosso controle. Se aceitamos, se torna tolerância.
- E o que é ódio?
- É a não aceitação das pessoas como são. Se aceitamos, se torna amor.

Últimas de Rio De Janeiro