Mais Lidas

Audiência sobre morte de vocalista do grupo Kaoma começa nesta quinta

Loalwa Braz foi encontrada morta dentro do carro perto de casa, em Saquarema, em janeiro deste ano

Por karilayn.areias

Rio - A primeira audiência de instrução e julgamento sobre a morte da cantora Loalwa Braz, do grupo de lambada Kaoma, está marcadda para quinta-feira (29). Wallace de Paula Vieira, Gabriel Ferreira dos Santos e Lucas Silva de Lima respondem pelo crime de latrocínio (roubo seguido de morte). Ao todo, 15 testemunhas foram convocadas para depor.

A cantora foi encontrada morta dentro de um carro perto de casa, em Saquarema, em janeiro deste ano. De acordo com a Polícia Civil, o trio bateu na mulher com um galho e usou uma faca na abordagem do assalto. Ainda segundo a polícia, Loalwa gritava muito e por conta disso os homens a levaram para o carro e atearam fogo no veículo com ela dentro. 

Loalwa BrazDivulgação

Loalwa começou a carreira aos 13 anos. Cresceu em meio à música, tendo o pai chefe de uma orquestra popular e a mãe pianista clássica. A artista ficou conhecida como a voz da lambada, ritmo que se consagrou nos anos 80. Vocalista do grupo Kaoma, a cantora alcançou o topo das paradas musicais com "Chorando se foi", que foi levada a 116 países ao longo de duas décadas.

Ela permaneceu no grupo de 1989 a 1999. Um dos discos mais famosos foi "Worldbeat" (1989), que, além de "Chorando se foi", trazia a faixa "Dançando lambada". A cantora teve mais de 25 milhões de discos vendidos e mais de 80 discos de ouro e de platina.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia