Imprensa internacional repercute morte de turista espanhola na Rocinha

'El País', jornal do país de origem de Maria Esperanza Jimenez Ruiz, destacou o fato da idosa ter sido morta pela polícia

Por O Dia

Rio - A morte da turista espanhola María Esperanza Jiménez Ruiz, de 67 anos, na Rocinha, teve repercussão internacional. Segundo a Polícia Militar, a vítima foi atingida por tiros disparados por PMs após o motorista do veículo em que María estava furar uma blitz, nesta segunda-feira.

Documento de identificação da turista espanholaReprodução / TV Globo

O jornal El País, publicação do país de origem da vítima, informou que Maria é natural de El Puerto de Santa María (Cádiz) e destacou o fato da idosa ter sido morta pela políca. Além disso, a publicação também afirma que o consulado espanhol no Rio de Janeiro já havia alertado sobre o aumento da violência nas favelas da cidade.

Jornal espanhol destaca que turista foi morta pela políciaReprodução Internet

Já o La Vanguardia destacou que a Rocinha, uma das favelas mais turísticas do Brasil, vem sofrendo com confrontos intensos desde o mês passado. 

O The Guardian e o The New York Times ressaltaram o aumento da violência na cidade enfatizando que o episódio coloca em evidência a situação deteriorante do Rio.

Jornais internacionais repercutiram a morte da turista espanhola assassinada na Favela da RocinhaReprodução Internet

Outros veículos como BBC, El Períodico, Daily Mail, ABC, entre outras publicações,  também noticiaram a morte da turista. 

Jornais internacionais repercutiram a morte da turista espanhola assassinada na Favela da RocinhaReprodução Internet
Jornais internacionais repercutiram a morte da turista espanhola assassinada na Favela da RocinhaReprodução Internet



Últimas de Rio De Janeiro