O cuidado com a criação

Não podemos ter medo de criticar os desperdícios sociais e ambientais, e olhar com a esperança de que podemos mudar o que não está bem no mundo

Por O Dia

Aos poucos percebemos as pessoas se conscientizam sobre as questões ambientais e a responsabilidade do homem diante da criação. Na última semana, o Papa Francisco surpreendeu bispos do mundo inteiro e convocou para 2019 uma Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos para a região Pan-amazônica, com o objetivo de pensar a crise da Floresta Amazônica.

Para trazer soluções aos problemas socioambientais, ele escreveu a Encíclica "Laudato Si". Pede um estilo de vida simples e menos consumista. E nós? Se faz necessária a conversão ecológica, ou seja, uma mudança de mentalidade, de hábitos incorretos e de posturas que desvirtuam a nossa missão de guardiões da Criação, dom que recebemos de Deus para cuidar, amar e administrar com responsabilidade. O apelo e o desafio urgentes a cuidar da criação constituem um convite à humanidade para trabalhar por um desenvolvimento sustentável. Não podemos ter medo de criticar os desperdícios sociais e ambientais, e olhar com a esperança de que podemos mudar o que não está bem no mundo. Unidos pela preocupação com a criação de Deus, vamos fazer a nossa parte e construir um mundo mais justo, fraterno e ecologicamente sustentável. Vamos rezar pela Assembleia do Papa para que cheguem a boas resoluções para Amazônia e para o povo mais desassistido que lá habita.

 

Comentários