Um jogo de empurra para solucionar

Por O Dia

Questionada se alguma medida emergencial será tomada para que Renata possa fazer o tratamento, a Secretaria Municipal de Saúde respondeu que ela "deve procurar o órgão responsável para regularizar o documento de identidade" para voltar a ter acesso aos serviços de saúde da rede. O Ministério da Saúde informou que o Sisreg acompanha os dados da Receita Federal. A Receita afirmou que o CPF consta como regular. Renata acredita que o CPF foi regularizado na Receita porque o cartório informou a ela, em 2015, que tomou todas as medidas para sanar o problema após tomar conhecimento do fato. O DIA cobrou nova posição do Ministério da Saúde, que não se manifestou. O cartório reforçou que fez tudo o que estava ao seu alcance. A reportagem não conseguiu contato com a Sinaf.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro