A hora certa para a revisão

Especialista enumera dicas sobre orientação e revisões que podem valorizar o veículo, especialmente na hora da troca

Por O Dia

Visitas periódicas a oficina mecânica são fundamentais para prevenir problemas com o veículo
Visitas periódicas a oficina mecânica são fundamentais para prevenir problemas com o veículo - Divulgação

Ofim de ano é, tradicionalmente, uma época em que muitos brasileiros também passam a considerar alternativas para trocar de carro. Em muitos casos, o usado passa a servir como moeda de troca pelo zero quilômetro. Veículos que sempre tiveram a manutenção preventiva respeitada terão mais valor na hora de ser repassado, segundo a avaliação feita por especialistas do setor. Leandro Richter, da DPaschoal, empresa do ramo de centros automotivos, acredita que as recomendações apontadas pelas montadoras são vitais para que, por exemplo, o motorista respeite o momento de revisar ou trocar determinadas partes e fluídos. Veja algumas orientações dadas pelo profissional:

Manual e revisões

Nem todo mundo observa as informações do manual do veículo. Mas ele é fundamental para a manutenção adequada, que fazem toda a diferença no momento da venda ou troca. Outra dica importante são as revisões, sejam programadas pela montadora, para manter a garantia de fábrica, ou as do dia a dia. Antes de pegar a estrada, por exemplo.

Pneus calibrados

Cuidar das rodas precisa ser rotineiro e periódico. Se programe para calibrar, com a pressão recomendada pelo fabricante, pelo menos a cada duas semanas e sem se esquecer do estepe. "É importante ficar atento ao aparecimento de rasuras ou ao desgaste irregular dos pneus também. Isso pode indicar problemas na suspensão ou no alinhamento", destaca Leandro. Também é importante estar atento ao alinhamento, balanceamento e suspensão. Além de respeitar as recomendações da montadora, tente realizar uma revisão de segurança quando notar irregularidades como o carro puxando para um lado, ou vibrações no volante.

Troca de filtros e fluídos

Economizar ou retardar a substituição desses itens não é uma boa ideia, ao contrário do que muita gente recomenda. Se os filtros e fluídos necessários ao bom funcionamento do veículo não forem trocados dentro do prazo previsto, podem gerar imensos prejuízos. "A lubrificação inexistente ou comprometida tende a diminuir o desempenho do veículo, além de aumentar o consumo de combustível. Outro perigo, ainda mais sério, é fundir o motor e ter de gastar uma fortuna para trocá-lo", orienta o especialista. Portanto, siga a recomendação de fábrica e cheque, trocando quando necessário, os fluídos e filtros.

Óleo de qualidade

Um lubrificante de qualidade inferior ou duvidosa por colocar em risco o motor do seu veículo, afetando ou anulando completamente seu desempenho. Um conselho para quem está em busca de melhor custo-benefício é se atentar aos óleos modernos e de boa qualidade. A maioria não precisa de aditivos para desempenhar bem sua função.

primeiros quilômetros

Se o carro é zero, especialistas recomendam que a direção nos primeiros 1,5 quilômetros seja feita com mais parcimônia. Ou seja, sem pisar demais nas primeiras semanas. "Isso garante um funcionamento mais adequado do motor, bem como a troca das marchas, que pode ser antecipada um pouco, de forma a não ultrapassar os 3.500 RPM", recomenda Leandro.

Galeria de Fotos

Visitas periódicas a oficina mecânica são fundamentais para prevenir problemas com o veículo Divulgação
As recomendações das montadoras são vitais para que o motorista respeite o momento de revisar partes e fluídos Divulgação/Renata Mello

Comentários