Em meio a protestos, seleção chega à Granja Comary para iniciar preparação

Quase 200 professores tentaram bloquear o ônibus com os jogadores na saída de um hotel no Rio. Em Teresópolis também houve manifestações

Por O Dia

Os jogadores da seleção brasileira chegaram nesta segunda-feira à Granja Comary, em Teresópolis, onde iniciam a preparação para a Copa do Mundo, e tiveram de enfrentar protestos, tanto na saída do Rio de Janeiro quanto na chegada ao Centro de Treinamento.

Neymar e companhia se apresentaram de manhã nos aeroportos Antônio Carlos Jobim (Galeão) e Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e se reuniram em um hotel às 10h00.

Em frente a este hotel, situado na Ilha do Governador, perto do Galeão, cerca de 200 professores se manifestavam por melhores salários e contra os gastos públicos em obras da Copa do Mundo e bloquearam brevemente a saída do ônibus que levou os atletas a Teresópolis. Com o atraso, os jogadores chegaram apenas pouco antes do meio dia à Granja Comary.

Os manifestantes gritaram slogans contra a Copa do Mundo e colaram adesivos com a frase "Não vai ter Copa" no ônibus da seleção. Depois de 30 minutos, o ônibus conseguiu partir com uma escolta policial. Os manifestantes tentaram bloquear a passagem do veículo, mas o ônibus desviou no último momento, acelerou e e evitou o protesto.

"A Copa não me interessa! Quero mais dinheiro para a saúde e educação!", gritaram os manifestantes, alguns com narizes de palhaço.

Os professores do estado do Rio de Janeiro estão em greve desde 12 de maio. Eles reivindicam aumento salarial de 20% para todos os trabalhadores do setor da educação.

Exames físicos

Em Teresópolis, também houve protesto. Cerca de 50 manifestantes contrários à Copa protestaram na chegada dos jogadores. Havia membros do sindicato local de professores e militantes de partidos políticos.

"É um verdadeiro escândalo saber que gastaram mais de 15 milhões de reais para reformar este centro de treinamento e bilhões em obras da Copa do Mundo, enquanto até agora nenhuma das vítimas da tragédia de 2011 conseguiu ser levada paras as casas prometidas", disse à AFP Rosângela Castro, militante do PSTU professora da rede pública de Teresópolis.

Em janeiro de 2011, mais de 900 pessoas morreram em Teresópolis e na região serrana do estado do Rio de Janeiro em consequência das fortes chuvas.

Nos arredores da Granja Comary, também haviam dezenas de torcedores agitando bandeiras do Brasil na chegada do ônibus, mas muitos ficaram frustrados por não ter conseguido ver os jogadores por conta dos vidros fumê.

"Vim de Magé (cidade localizada a 40 quilômetros de Teresópolis) especialmente para ver o Neymar, mas infelizmente, não consegui enxergar nada, foi uma pena, esse ônibus passou muito rápido", disse à AFP Marineide, de 40 anos, que estava acompanhada das duas filhas.

O primeiro treino dos jogadores da seleção brasileira na Granja Comary está marcado apenas para quarta-feira. Nos dois primeiros dias, os atletas serão submetidos a exames físicos para avaliar o estado de forma de cada um ao final da longa temporada europeia (18 dos 23 jogadores atuam em clubes do Velho Continente).

Dos 23 convocados pelo técnico Luiz Felipe Scolari, apenas um não se apresentou nesta segunda-feira, o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid, que ganhou o direito de chegar apenas na quarta-feira para participar das comemorações do seu clube, que conquistou seu a Liga dos Campeões no último sábado.

Os jogadores permanecerão na Granja Comary até o próximo domingo, quando viajarão para Goiânia, onde disputarão uma partida amistosa contra o Panamá no dia 3 de junho. Também haverá outro amistoso no dia 6, contra a Sérvia, no Morumbi.

A estreia está marcada para o dia 12 de junho no Itaquerão, em São Paulo, contra outra seleção balcânica, a Sérvia. Na sua segunda partida pelo grupo A, o Brasil enfrenta o México, em Fortaleza, antes de medir forças com Camarões no dia 23, em Brasília.

Últimas de _legado_Notícia