Senado instala CPI do HSBC para investigar contas na Suíça

A CPI, composta por 11 senadores titulares e seis suplentes, será presidida pelo senador Paulo Rocha (PT-PA), enquanto a relatoria ficará com o senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES)

Por O Dia

Brasília - O Senado instalou nesta terça-feira uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar contas de brasileiros na filial suíça do HSBC.

A CPI, composta por 11 senadores titulares e seis suplentes, será presidida pelo senador Paulo Rocha (PT-PA), enquanto a relatoria ficará com o senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES).

Proposta pelo senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), que também será o vice-presidente da comissão, a CPI pretende investigar se as contas numeradas de mais de 8 mil brasileiros foram declaradas.

Dentre os brasileiros, haveria auditores da Receita, donos e empresários de veículos de comunicação, artistas e jornalistas.

O escândalo, que ganhou o nome de Swissleaks, desvendou contas de 100 mil correntistas no HSBC.

Últimas de _legado_Notícia