Operação da PF combate grande quadrilha de roubo de cargas

Agentes cumprem 37 mandados de prisão em municípios de Goiás e no Distrito Federal

Por O Dia

Goiás - A Polícia Federal, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Militar de Goiás, deflagrou, nesta quarta-feira, a Operação Hicsos, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada no roubo de cargas de alto valor.

Cerca de 350 policiais cumprem 37 mandados de prisão preventiva, 14 de condução coercitiva e 31 de busca e apreensão no Distrito Federal, em Goiânia, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Trindade, Bela Vista, Leopoldo de Bulhões, Alexânia, Morrinhos e Campos Belos, todas no estado de Goiás.

Empresários de vários ramos comerciais encomendavam as mercadorias, pagavam metade do valor e revendiam em seus estabelecimentos como produtos legais. Segundo as investigações, a estimativa é de que os roubos tenham causado prejuízo de R$ 30 milhões.

Para facilitar a ação, a quadrilha fazia falsas barreiras, utilizando coletes de fiscalização e veículos equipados com sirenes e giroflex. Além disso, utilizavam equipamentos de alta tecnologia para bloquear o rastreamento do veículo.

Se condenados, os suspeitos respondem pelos crimes de roubo qualificado, cárcere privado, lavagem de dinheiro, organização criminosa, tráfico de drogas e receptação.

Segundo a PF, o nome da operação, Hicsos, é uma referência a um povo que invadiu a região oriental do Delta do Nilo durante a 12ª dinastia do Egito e eram conhecidos no mundo antigo como saqueadores e ladrões.

Últimas de Brasil