No Rio, o clássico pop e visual do The Piano Guys

Grupo liderado por um pianista e um violoncelista toca hoje no Vivo Rio e relê sucessos do pop e da trilhas de cinema em vídeos postados no YouTube

Por O Dia

Rio - ‘A música clássica pode ser misturada com qualquer tipo de música. Muita gente passa a conhecer mais clássicos a partir das nossas misturas com o pop”, diz o pianista Jon Schmidt, do The Piano Guys, conhecido a partir de uniões musicais entre piano clássico e hits como ‘Titanium’ (David Guetta) e ‘What Makes You Beautiful’ (One Direction). E que se apresenta no Brasil pela primeira vez hoje, no Vivo Rio, pouco após lançar o disco de Natal ‘A Family Christmas’, seu terceiro álbum de estúdio. 

No Rio%2C o clássico pop e visual do The Piano Guys Divulgação


O grupo tem, na verdade, apenas um pianista. É o próprio Jon, que divide os trabalhos com o violoncelista Steven Sharp Nelson. E ainda traz mais dois integrantes de fundamental importância para o trabalho de um grupo que deve a divulgação de suas músicas ao YouTube, graças a vídeos que se tornaram virais: o produtor musical Al Van Der Beek e o produtor de vídeos Paul Anderson. Vídeos criativos como ‘Cello Wars’ (inspirado na série ‘Star Wars’, trazendo até um arco de violoncelo que se transforma em sabre de luz) e a versão do grupo para ‘Paradise’, do Coldplay (no qual o grupo usa um helicóptero para levantar um piano acima de um precipício de 300 metros) já fizeram a turma ganhar quase 900 mil fãs no Facebook.
A argamassa pop é solidificada pela escolha de canções que sempre bombam no próprio YouTube, como ‘Can’t Help Falling In Love’, hit de Elvis Presley, e ‘Rolling In The Deep’, de Adele. Ou medleys de canções natalinas — como as que registraram em seu mais recente disco — e/ou religiosas.

“Recebemos muitas mensagens de fãs e adoramos saber que há muitas pessoas que se sentem inspiradas pelo nosso trabalho e pelo som que fazemos no piano. Essa é nossa primeira vez no Brasil e estamos muito animados”, diz Jon. O grupo, além de se dividir entre várias tarefas, volta e meia divide também o piano. Em algumas músicas próprias ou releituras, o instrumento, aberto, vira uma peça de percussão que todos os demais três integrantes atacam.

O grupo — que vem de St. George, em Utah — surgiu em torno de uma loja de pianos, cujo nome era The Piano Guys. “A loja era do (produtor) Paul Anderson. Nós éramos amigos de adolescência e Paul havia criado um canal no YouTube para divulgar a loja.” Em busca de um sucesso viral, recorreu ao amigo Jon, que mantinha carreira solo como concertista e já ensaiava na loja diariamente.

Apesar do sucesso e da alegria dos vídeos, o grupo não credita só a si próprio o êxito no YouTube (com mais de 350 milhões de visualizações) e nos shows. “Agradecemos a Deus e a nossas famílias por isso, e aos que compartilham nossos vídeos”, diz Jon, religioso como os colegas da banda.

Últimas de Diversão