Polícia suíça analisa ameaça de bomba em congresso da Fifa

65º congresso da Fifa, em Zurique, na Suíça, elegerá o próximo presidente da entidade máxima do futebol mundial

Por O Dia

Suíça - A polícia suíça disse nesta sexta-feira que está investigando uma ameaça anônima de bomba ao Congresso da Fifa, em Zurique, que interrompeu brevemente a realização do evento. A ameaça foi feita por telefone a uma redação jornalística em Zurique nesta sexta-feira de manhã, informou a polícia, acrescentando que ninguém precisou ser retirado do congresso.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e jogos: os destaques do futebol internacional

No entanto, os participantes do evento, que foi interrompido para almoço 45 minutos antes do previsto, não puderam entrar de volta no prédio enquanto agentes revistavam o local, disse uma testemunha da Reuters.

"Foi realizada uma busca. O edifício foi declarado limpo pelas autoridades", disse o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, ao congresso depois que o evento foi retomado.

Do lado de fora, cerca de cem ativistas pró-Palestina, tentaram invadir o plenário onde é realizado o 65º congresso da Fifa. A polícia suíça teve trabalho para conter os ânimos e evitar uma invasão.

Blatter discursa durante o 65º Congresso da Fifa%2C em Zurique%2C Suíça. Evento escolherá o próximo presidente da FifaEfe




Últimas de Esporte