Jair Ventura elogia entrega de Rodrigo Pimpão e alfineta técnico adversário

'Pintaram nosso vestiário para ficar com um cheiro forte de tinta, é triste', lamentou o treinador alvinegro sobre a atitude dos rivais

Por O Dia

Chile - Avançar na pré-Libertadores não foi uma missão tranquila, mas o Botafogo garantiu o próximo passo. Quem balançou a rede para confirmar o empate diante do Colo-Colo, na última quarta-feira, foi Rodrigo Pimpão. Além do carinho dos torcedores, o atacante recebeu elogios do treinador Jair Ventura.

Jair Ventura exaltou a garra da equipe para garantir o resultadoVitor Silva / SS Press / Botafogo

"A entrega desse cara mostra a cara do Botafogo. Equipe valente, intensidade, então conseguimos suprir a ausência do Camilo. Fomos fortes, valentes, mas ainda não conseguimos nada. Temos mais um grande jogo pela frente para conseguir nosso objetivo", disse Jair.

Nem todos os momentos foram de alegria para o Alvinegro. Jair Ventura lembrou que os adversários levaram a disputa também para fora do gramado e desabafou após a partida.

"É triste (o clima criado), estive em um curso com 56 treinadores, com o Zé Ricardo (técnico do Flamengo) e o Eduardo Baptista (treinador do Palmeiras) ao meu lado... A gente se fala, cumprimentei todos os treinadores com quem jogamos contra. Respeito a conduta dele, mas não faria. Ele falou bastante da nossa equipe e esqueceu de se preocupar com a dele. Pintaram nosso vestiário para ficar um cheiro forte de tinta, é triste. Tratamos eles tão bem lá no Rio de Janeiro). Mas futebol é resolvido dentro de campo, e o Botafogo foi superior. Agora ele vai ter que esperar a próxima".

Classificado, o Botafogo aguarda para conhecer seu próximo adversário, que vai sair do duelo entre Olímpia e Independiente Del Valle. Antes do próximo passo na Libertadores, o Alvinegro enfrenta o Flamengo, neste domingo, pelo Campeonato Carioca.