Com aproveitamento superior a medalhões, Zé Ricardo decola no Fla

Técnico vem vivendo momento positivo no comando do clube

Por O Dia

Rio - O Flamengo não efetivou o interino Zé Ricardo como treinador do time no Campeonato Brasileiro, mas o ex-comandante dos juniores está mostrando que veio para ficar. Com 62% de aproveitamento ele aparece na frente de medalhões como Levir Culpi, do Fluminense (43,3%), o bicampeão da Libertadores Edgardo Bauza, do São Paulo (51,9%), e até o novo técnico da seleção brasileira, Tite, que saiu do Corinthians com 54,1% de aproveitamento.

No entanto, a grande prova de Zé Ricardo vem no domingo quando terá pela frente seu primeiro clássico no comando do time profissional. Diante do Fluminense, em Natal, ele tem a chance de mostrar para a diretoria que é uma boa opção para comandar a equipe.

Zé Ricardo vive momento positivo no FlamengoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

“Espero que possamos ser felizes no primeiro clássico. Nossa intenção é estar perto do G-4. Acho que vai ser uma grande partida. É uma emoção muito grande poder disputar mais uma partida no Campeonato Brasileiro”, disse o treinador rubro-negro.

A diretoria mantém o discurso que vai pensar no treinador da equipe jogo a jogo e Zé Ricardo está garantido apenas para o jogo contra o Fluminense. Paralelamente, seguem conversam com Abel Braga que fica livre de seu compromisso no fim do mês.

Guerrero de volta

Para o clássico contra o Fluminense, o Flamengo deve ter a volta de sua maior estrela. Após ter ficado de fora da vitória contra o Santa Cruz, Guerrero deve retomar o posto de titular no lugar do jovem Felipe Vizeu. “Se estiver bem, a gente pensa em usar o Guerrero. Vizeu foi muito bem no período, mas é um garoto. Espero contar com o Guerrero para o próximo jogo. Só vou saber se vamos mudar mais à frente, disse o técnico Zé Ricardo.

Willian Arão é o cara do time no Brasileirão

Com uma função mais defensiva, Willian Arão tem brilhado ainda mais no Flamengo. Ainda assim ele vai ao ataque e faz seus golzinhos como aconteceu contra o Santa Cruz.

“Fico feliz por estar bem na frente e atrás. Tenho que continuar o trabalho, ajudar o Flamengo, evoluir, crescer, estou feliz com meu momento, mas tenho muito a melhorar. Algumas vezes me perguntam onde vou parar. Estou evoluindo bastante e a cada partida tiro uma coisa nova”, disse Arão que não é de arriscar de fora da área:

“Acho que foi meu primeiro gol de fora da área. Venho aprimorando nos treinos. Não me coloco limite, tenho que continuar evoluindo, cada bola. Nem sei em que nível posso chegar. Tenho que trabalhar para chegar no nível máximo que eu puder”, afirmou ao Globoesporte.com.