Vasco faz jogo de vida ou morte contra o Joinville

Tropeço diante do Joinville, fora de casa, pode decretar terceiro rebaixamento da história do Gigante

Por O Dia

Joinville - Quem escolheu acreditar precisará ter sangue frio. Por mais que a razão diga que a situação é delicada e que dificilmente a equipe conseguirá três vitórias consecutivas pela primeira vez neste Brasileirão, o coração ainda bate forte e, mais do que nunca, renova a esperança. Neste domingo, às 17h, contra o Joinville, na Arena Joinville, o torcedor quer um Vasco gigante, pronto para iniciar uma das maiores viradas de sua história.

Não há mais margens para erros. Se Figueirense, que vai encarar a Chapecoense, e o Avaí, que visitará o Fluminense no Maracanã, vencerem os seus jogos, o Vasco, que ficou no empate com o Corinthians na última rodada, não pode pensar em um novo tropeço. A distância, que hoje é de quatro pontos, aumentaria para no mínimo seis. A duas rodadas do fim da competição, o Gigante da Colina não conseguiria mais ultrapassar seus concorrentes.

Vasco luta pela sobrevivência no BrasileirãoPaulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

Apesar do desânimo após o tropeço em casa para o Corinthians, em São Januário ninguém entrega os pontos. Após o apito final, ainda no vestiário, o grupo se reuniu com a comissão técnica e se fechou. Um pacto foi firmado entre os jogadores que ainda é possível conquistar a permanência na Série A. Com nove pontos somados, o Vasco chegaria aos 43, número que livraria o clube, garantem os matemáticos.

A partida será dramática também por outro motivo. Lanterna na competição, o Joinville está em situação ainda mais crítica e, assim como o adversário, pode terminar o jogo rebaixado. Jorginho, entretanto, mantém a fé que seu time conseguirá fazer milagre em campo.

“A dificuldade aumentou na última rodada, pois o percentual do número de corte aumentou. A gente não pode ficar preocupado com o próximo jogo. Primeiramente, temos de fazer o nosso e ganhar o Joinville. Agora não tem jeito. Precisamos pensar passo a passo e mostrar que ainda podemos escapar. Já estivemos muito longe do primeiro time fora do Z4 e, apesar de termos menos jogos para buscar a diferença, estamos mais próximos do nosso objetivo”, afirmou o treinador. O Vasco tem 94% de risco de queda no Brasileiro.