Toyota planeja manter liderança no mercado hispânico dos EUA

Para manter a liderança entre os latinos, empresa vai ampliar os esforços de marketing e alcance à comunidade. Nissan e Ford redobram esforços para aumentar vendas para esse público

Por O Dia

A Toyota Motor Corp. planeja continuar sendo a marca de carros mais vendida nos EUA entre os consumidores hispânicos à medida que as fabricantes de automóveis redobram os esforços para conquistar uma porção mais ampla dos negócios do maior grupo de minoria étnica do país.

A Toyota foi a principal marca para os compradores hispânicos durante 10 anos consecutivos, disse Bill Fay, vice-presidente do grupo para vendas nos EUA, ontem em uma conferência do National Council of La Raza, o maior grupo de advocacia e direitos civis hispânicos dos EUA. A Nissan Motor Co. e a Ford Motor Co. são algumas das empresas que estão redobrando os esforços para aumentar as vendas aos “latinos”, disse.

“A vantagem que temos é que já fazemos isso há algum tempo. Conhecemos esses consumidores”, disse Fay em entrevista durante a conferência, em Los Angeles. Para manter a liderança, a Toyota vai ampliar os esforços de marketing e alcance à comunidade. “Estamos tentando cobrir todas as nossas bases e reforçar a potência do produto e o engajamento em distintas comunidades”.

As fabricantes de carros estão sendo pressionadas a atrair novos compradores e a manter os regulares à medida que a qualidade e o design dos produtos são aprimorados em todo o setor. Até julho de 2011, havia 52 milhões de hispânicos nos EUA, o que representa quase 17% da população, de acordo com o Departamento de Censo dos EUA. O grupo poderá equivaler a 30% da população dos EUA até 2050, segundo estimativas do governo.

Os compradores hispânicos foram responsáveis por 14% das vendas da Toyota até o momento neste ano, disse Fay, citando o registro de veículos da empresa de serviço de dados R.L. Polk Co. A companhia, com sede na cidade de Toyota, Japão, tem uma participação no mercado hispânico de aproximadamente 16 por cento, disse ele.

‘Grupo importante’

“Neste mercado, até 1% de participação no mercado automotivo é fundamental, e os compradores latinos são um grupo importante”, disse Alexander Edwards, presidente da Strategic Vision, empresa de estudos sobre consumidores com sede em San Diego. “É uma parte relevante do mercado e é uma porção que merece a atenção de todos os fabricantes”.

Nos EUA, as vendas de carros das marcas Toyota, Lexus e Scion aumentaram 5,1%, para 1,2 milhão, durante o primeiro semestre deste ano. A fabricante de veículos ainda espera entregar pelo menos 2,3 milhões de carros e caminhões aos clientes dos EUA neste ano, disse Fay.

Durante julho, as vendas aos consumidores varejistas em todo o setor devem aumentar até 5 por cento, e “acompanharemos o crescimento do mercado”, disse Fay, sem dar mais detalhes.

Últimas de _legado_Notícia