Arma de soldado da Granja do Torto é roubada em Brasília

Soldado que ficava em posto de sentinela da residência oficial da Presidência da República disse em depoimento que foi abordado por homem armado que levou uma espingarda

Por O Dia

Brasília - O desaparecimento da arma de um soldado do posto de sentinela de uma das casas oficiais da Presidência da República, na Graja do Torto, é investigado pelo Exército brasileiro. De acordo com o Bom Dia DF, da TV Globo, o militar disse em depoimento à polícia que foi surpreendido por três homens encapuzados, levado e abandonado por eles numa área do Lago Oeste de Brasília na madrugada desta quarta-feira. O armamento levado é uma espingarda calibre 12.

Arma de soldado do posto de sentinela da Granja do Torto foi roubada em BrasíliaReprodução TV Globo


O crime teria sido realizado às 3h30 da última quarta-feira. O militar disse que ouviu um barulho numa área de mata e foi verificar, sendo rendido por um criminoso. Os outros dois ladrões teriam aparecido nas costas dele, em seguida.

De acordo com o depoimento prestado pelo soldado, ele foi liberado às 5h próximo de duas torres de telecomunicação. Ele conseguiu voltar a pé ao posto de guarda, onde informou seus superiores sobre o ocorrido. Ainda segundo o militar, os ladrões não o agrediram. A Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos investiga o caso.

A pedido de Raúl Castro, o presidente cubano se hospedou na residência em julho deste ano. De acordo com a assessoria da presidência, é de "praxe" nas relações diplomáticas em todo o mundo oferecer hospedagem aos chefes de Estado quando em visita ao país.

Dilma Rousseff não mora na Granja do Torto. Ela reside no Palácio da Alvorada, outra residência oficial, na companhia da mãe e de uma tia. A presidenta morou na Granja do Torto apenas até assumir o cargo. De acordo com o G1 DF, a Presidência da República foi procurada para comentar o assunto, mas não retornou o contato.

Projetado pelo mestre da arquitetura Oscar Niemeyer, o Palácio da Alvorada foi inaugurado em 1958. o primeiro andar constitui a parte residencial do prédio, com quatro suítes e salas íntimas. No térreo ocorrem as reuniões da Presidência. O subsolo é utilizado pela administração do Palácio. Além disso, é lá que fica a sala de jogos e um auditório para 30 pessoas.

Últimas de _legado_Brasil