Ataques suicidas e atentados deixam 11 mortos e cinco feridos no Iraque

Violência aumentou consideravalmente nos últimos meses

Por O Dia

Bagdá (Iraque) - Uma série de ataques suicidas e atentados organizados ao norte do Iraque deixaram pelo menos 11 mortos, entre eles homens das forças de segurança do país, além de cinco feridos. Na ocorrência mais grave, morreram quatro homens de um quartel das Forças de Intervenção Rápida, em um atentado realizado por quatro suicidas.

Os explosivos estavam localizados na porta do edifício que abriga a corporação, na cidade de Biji, na província de Salah ad-Din. Outros soldados acabaram matando um quinto terrorista, antes que este também conseguisse fazer a detonação no local.

Também em Salah ad-Din, mas na cidade de Yazreb, um grupo armado matou a tiros um soldado e feriu outros dois, em um posto de controle militar. Em caso similar, um membro da milícia pró-governo sunita morreu e outros três ficaram feridos em um posto de vigilância na cidade de Tikrit, na província de Al Sherkat.

A violência aumentou nos últimos meses no Iraque, onde ontem, ao menos 18 pessoas morreram e outras 21 ficaram feridas pela explosão de dois artefatos em uma mesquita sunita na cidade de Samarra, localizada também em Salah ad-Din. Na quinta-feira, a maioria dos líderes e partidos políticos iraquianos assinaram um pacto de "honra e paz social" para tentar deter os casos de violência no país.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência