Inflação derruba popularidade de Maduro para 24,3% na Venezuela

População do país também está insatisfeita com escassez de produtos básicos, como itens de higiene

Por O Dia

Venezuela - A popularidade do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, caiu para 24,3% em julho, resultado da inflação elevada e da escassez de produtos básicos, que vão de peças de reposição a itens de higiene, de acordo com o respeitado instituto de pesquisa local Datanalisis.

O país produtor de petróleo está sofrendo com uma recessão brutal decorrente, em parte, dos controles rígidos que limitam o acesso à moeda e às importações, e agravada pela queda nos preços do petróleo.

Inflação e escassez derrubam popularidade de Maduro para 24%2C3% na VenezuelaReuters

Maduro, que venceu com margem estreita a eleição que substituiu o falecido líder Hugo Chávez em 2013, evitou as reformas estruturais que os economistas afirmam seres cruciais para impedir que a situação piore.

Cerca de 24,3% dos entrevistados deram avaliações positivas ao ex-motorista de ônibus e líder sindical, uma diminuição em relação aos 25,8% de maio, revelou a última pesquisa da Datanalisis.

As avaliações negativas subiram para 70,4%, ante 68,8 por cento.

Vários presidentes sul-americanos, incluindo Dilma Rousseff e o peruano Ollanta Humala, têm índices de aprovação ainda mais baixos.

O Datanalisis conversou com 999 pessoas entre 10 e 23 de julho e afirmou que o levantamento é 95% confiável.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência