Acusado de esfaquear jovens em festa teria se defendido, diz advogado

José Phelipe de Castro machucou um casal de namorados e mais um jovem com um saca-rolha com uma faca na ponta

Por O Dia

Rio - A defesa do jovem que feriu na madrugada deste sábado três pessoas com um abridor de vinho em uma festa na Gávea, Zona Sul do Rio, alegou que o rapaz teria se defendido do grupo. Segundo o advogado Luiz Henrique da Penha Gomes, o grupo teria se juntado para brigar com José Phelipe da Castro, de 29 anos, que pediu que todos saíssem de sua casa: ele havia acabado de chegar ao local e se surpreendeu com a festa que seu irmão — João de Castro, 21 — organizou. Houve discussão e Gabriel Silva, sua namorada, Ana Carolina Romeiro, e Lourenço Brenha ficaram feridos. O acusado deve prestar depoimento na 15ª DP(Gávea) nesta segunda-feira. 

Jovens são esfaqueados durante briga em festa na Zona Sul

"José Phelipe chegou a sua casa por volta das 5h. Ele voltava de um evento onde estava trabalhando, até que viu tudo bagunçado. Ele logo pediu que fossem embora e constatou que os cerca de 12 convidados estavam urinando na piscina e fumando maconha", declarou o advogado Luiz Henrique da Penha Gomes, que acrescentou: "Foi aí que começou uma discussão. As pessoas se juntaram para criar confusão e partiram para cima dele. Ele se defendeu", contou ele. 

A perícia já foi realizada no local e testemunhas estão sendo ouvidas na delegacias. As vítimas foram encaminhadas para o Hospital Municipal Miguel Couto e a polícia aguarda a liberação médica delas. O saca-rolha que tem uma faca na ponta foi fotografado e apreendido pelos agentes.

Testemunhas do caso chegaram a dizer que José Phelipe teria partido para cima de Gabriel e cortado uma da orelha do jovem. Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, Gabriel, que segue internado no miguel Couto, sofreu ferimentos na face e na cabeça.

O caso ocorreu nesta madrugada na casa do agressor, na Rua Embaixador Carlos Taylor, na madrugada deste sábado. 

Amigos e vizinhos contam outra versão

Segundo vizinhos e amigos de José Phelipe, a briga teria sido motivada por ciúmes. O jovem já teria tido um caso com Ana Carolina, que estava acompanhada de Gabriel. José não teria gostado de vê-los juntos em sua casa e iniciou a briga.

"Não posso falar nada, porque não vi o que aconteceu. Mas gosto muito da família. Ouvi barulho de festa, alguns gritos. Mas achei que fossem só os jovens se divertindo", conta uma vizinha que não quis se identificar.

Um outro amigo da família afirmou que José teria ficado com ciúmes de Ana Carolina.

Últimas de Rio De Janeiro