Jorge Mautner é internado no Rio

Cantor sofreu um infarto nesta quinta e show com Gilberto Gil em Minas foi cancelado. 'Foi só um susto', disse empresário.

Por O Dia

Rio - O cantor e compositor Jorge Mautner, de 75 anos, foi internado, na tarde desta quinta-feira, após sofrer um infarto em casa. Ele começou a se sentir mal em casa e foi levado para o Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, onde está no UTI. Um show, marcado para o dia 31 com a participação de Gilberto Gil em Belo Horizonte, Minas Gerais, foi cancelado.

De acordo com Glauber Amaral, empresário do músico tropicalista, Mautner passou por uma cirurgia para a implantação de quatro stents (próteses para desobstruir artérias) e passa bem, com previsão de deixar a UTI nesta sexta-feira. "Está tudo bem agora, tem a previsão de alta da UTI hoje. Foi só um susto", garantiu Amaral. 

Jorge Mautner sofreu infarto e show com Gilberto Gil em Minas Gerais foi canceladoAnderson Borde / Ag. News

LEIA MAIS: Show dos anos 80 de Gilberto Gil e Jorge Mautner vira disco

A produtora que atende o músico disse que uma nova data já está em estudo para que o show seja realizado ainda esse ano. Já a Fundação Clóvis Salgado, responsável pelo 2º Inverno das Artes, que realizaria o show no Grande Teatro do Palácio das Artes, disse que a empresa responsável pela venda dos ingressos começará a ressarcir o valor dos ingressos.

Quem comprou ingressos em dinheiro, deverá comparecer às bilheterias do Palácio das Artes com o comprovante da compra, ou seja, o próprio ingresso. Já as pessoas que compraram pelo site terão o valor da compra estornado no cartão de crédito nos próximos dias, dependendo o tempo de transparência das operadoras de cartão.

O show que seria apresentado por Mautner e Gil, ‘O Poeta e o Esfomeado’, surgiu nos anos 80 com pretensões políticas-revolucionárias. O registro do show, acontecido em março de 1987, em São Paulo, ganhou um bônus especial em 2015 dentro do box ‘Anos 80’ (Discobertas), que traz ainda o relançamento dos três álbuns de Mautner daquela década: ‘Bomba de Estrelas’ (1981), ‘Antimaldito’, (1986) e ‘Árvore da Vida’ (1988) .

“Este show importantíssimo precedeu as atividades políticas de Gilberto Gil, e eu fui seu chefe de gabinete durante um ano e meio”, explica Mautner, sobre o espetáculo que pretendia disseminar um movimento político chamado ‘Figa Brasil’. “Era um show político, proclamando nossa união e igualdade dentro das diferenças, com o símbolo da figa como metáfora disso. Gil foi o diretor musical e me fez tocar minha versão da ‘Marcha Turca’, dada minha eterna afirmação de que arte erudita e popular são uma coisa só”, disse, na época, a reportagem do DIA.

Últimas de Rio De Janeiro