Homem é preso suspeito de esfaquear a própria mulher no Complexo da Maré

Vítima foi socorrida pelo filho, que presenciou o crime na noite deste domingo

Por O Dia

Rio - Um homem foi preso após esfaquear a própria mulher, no Parque União, no Complexo da Maré, na noite do último domingo. A vítima, A.G.S, de 60 anos, foi atingida no pescoço. Ela foi socorrida pelo filho, que presenciou o crime, para o Hospital Municipal Evandro Freire, na Ilha do Governador, onde foi medicada e liberada. 

Segundo agentes do Núcleo de Atendimento a Mulher (Nuam) da 21ª DP (Bonsucesso), que atenderam o fato, a mulher e o filho foram ouvidos na delegacia e disseram que o autor estaria de malas prontas para deixar a cidade. O suspeito, de 68 anos, foi localizado pelos policiais civis em um ponto de ônibus, próximo a passarela 10 da Avenida Brasil, saída do Parque União. Ele estava com a bolsa de viagem e seguiria para a Rodoviária Novo Rio, no Centro.

Ainda de acordo com os investigadores do Nuam da 21ª DP, o acusado iria para a casa de um irmão, em São Paulo. Ele confessou o crime e explicou que o motivo é que estaria sendo traído pela esposa. O 'monstro' foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio.

Núcleo será inaugurado na sexta, mas está funcionando

Segundo o delegado Wellington Vieira, titular da 21ª DP, o Nuam vai ser inaugurado na sexta-feira, dia 12, mas já está funcionando. A lei estadual, de autoria das deputadas Zeidan (PT) e Martha Rocha (PDT), determina que as delegacias devem ter a lotação mínima de duas policiais civis mulheres por plantão. O objetivo é solucionar e auxiliar as mulheres que forem vítimas de violências.

"Além de criar um cadastro dos agressores é preciso acompanhar essas mulheres para evitarmos repetição da violência", disse o delegado Wellington Vieira. Na próxima sexta-feira, o chefe da Polícia Civil, Fernando Veloso e o diretor das delegacias da Capital (DGPC), José Pedro, vão participar da cerimônia na 21ª DP.

Últimas de Rio De Janeiro