Polícia faz perícia em cela de Garotinho para investigar suposta agressão

Ainda nesta quarta-feira, ex-governador fará retrato falado de suspeito

Por O Dia

Rio - A Polícia Civil fará uma perícia, nesta quarta-feira, na cela do ex-governador Anthony Garotinho, na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, Zona Norte do Rio. Os agentes investigam uma suposta agressão contra ele na semana passada. As imagens das câmeras de segurança não mostram ninguém entrando no local e testemunhas dizem que seria 'quase impossível' que alguém tivesse invadido a cela dele.

Imagens das câmeras internas foram usadas para desmentir GarotinhoReprodução

Ainda nesta quarta-feira, Garotinho fará o retrato falado do suposto agressor. O laudo do exame de corpo de delito constatou lesões corporais no pé e no joelho do ex-governador.

O Ministério Público já pediu a íntegra dos vídeos filmados perto da cela. De acordo com a polícia, todas as imagens obtidas com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), das 20 horas do dia 23 até as 6h do dia 24, foram encaminhadas ao Instituto Criminalística Carlos Eboli para perícia audiovisual do material. 

Os peritos querem apurar a eficácia do sistema de monitoramento para detectar se há algum ponto cego nas câmeras de segurança, além de verificar os doze acessos até a cela da galeria B, onde ficava Garotinho. 

A perícia também vai comparar com o laudo médico de quando Garotinho deu entrada na cadeia para saber se o ex-governador já estava com os ferimentos apontados. Para o delegado Wellington Vieira, a hipótese de agressão ao político é cada vez menor. "Não diria falaciósa, mas bem difícil. A resposta final será do perito", concluiu.

Últimas de Rio De Janeiro