Madri vai adotar eletricidade em parte da frota de ônibus

Projeto de sustentabilidade tem o compromisso de oferecer transporte público limpo aos habitantes da cidade

Por gustavo.ribeiro

Madri, capital da Espanha, tem um ambicioso projeto de sustentabilidade ambiental de seus serviços de ônibus urbanos. A cidade irá adotar a eletricidade como combustível em parte de sua frota, com o compromisso de oferecer um transporte público limpo a seus habitantes. A Empresa Municipal de Transportes (EMT) escolheu o modelo i2e (100% elétrico a baterias), desenvolvido pelo Grupo Irizar, para os testes de avaliação da tecnologia.

O referido ônibus possui 12 metros de comprimento e capacidade para transportar 76 passageiros, além de contar com baterias de sódio-níquel que promovem uma autonomia entre 200 km e 250 km, dependendo do tipo da operação e das condições atmosféricas. Ele será recarregado durante a noite. O modelo também possui o sistema “Eco Assit”, que auxilia o motorista, tempo real, em sua condução, otimizando o consumo de energia, o que proporciona maior autonomia.

Os testes com o veículo terão duração de dois meses%2C servindo de referência para a aquisição de 48 ônibus elétricosEMT Madri

Os testes com o veículo terão duração de dois meses, servindo de referência para a aquisição de 48 ônibus elétricos, sendo 30 convencionais e 18 micro-ônibus, entre 2017 e 2018. Outras 40 unidades deverão ser incorporadas na frota até 2020.

As informações são da Revista AutoBus.

Últimas de O Dia no Coletivo