Preso por masturbação em trem

Passageiros seguraram, até o Engenho Novo, suspeito de cometer ato próximo a mulher

Por O Dia

A Polícia Militar prendeu um homem acusado de se masturbar perto de uma mulher dentro de um trem da SuperVia. Imagens gravadas na composição mostram que outros passageiros tentaram agredir o suspeito e o imobilizaram até a chegada dos policiais, que o detiveram na Estação Engenho Novo, na Zona Norte, na noite de terça-feira. O caso foi registrado na 24ª DP (Piedade).

Esta é a segunda vez, em uma semana, que ocorre um caso do tipo em trens, de acordo com a SuperVia. Em 27 de setembro, um homem foi detido em circunstâncias similares, em uma composição que ia de Santa Cruz para a Central do Brasil. Desde 2006, a concessionária já registrou 63 queixas de assédio sexual. Desse total, 10 ocorreram em 2017.

Em nota à imprensa, a concessionária disse que "lamenta os casos de desrespeito às mulheres e esclarece que cumpre as medidas que visam a protegê-las, como a disponibilização de um carro exclusivo por trem para elas nos horários de maior movimento (das 6h às 9h e das 17h às 20h). A comunicação visual também conta com adesivos e cartazes nas portas e no interior dos vagões. A concessionária veicula avisos sonoros para reforçar a importância de que o carro feminino seja respeitado".

No final de agosto, um caso semelhante aconteceu dentro de um ônibus do BRT Transoeste, que liga a Barra da Tijuca a Santa Cruz.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro