Réveillon: hotéis 80% ocupados

Por O Dia

A diretoria do BNDES aprovou concessão de patrocínio de R$ 2 milhões, com recursos da Lei Rouanet, para a realização do projeto Copacabana Réveillon 2018. Durante o evento, será lançada a marca do projeto 'Rio de Janeiro a Janeiro'. Trata-se de um esforço conjunto entre governo e iniciativa privada para reaceleração do turismo na cidade, com previsão de injeção de R$ 6,1 bilhões na economia local e a geração de 170 mil novos empregos.

A média geral de ocupação hoteleira para o Réveillon na Cidade do Rio de Janeiro já ultrapassou 80%, deixando para trás os 64,15% registrados em igual período do ano passado. É o que revela pesquisa prévia sobre a reserva de quartos nos hotéis da capital fluminense para o período de 30 de dezembro a 1º de janeiro, divulgada ontem pela Associação da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro.

Segundo a entidade, houve um salto de 11 pontos percentuais em comparação à terceira prévia, elaborada em 23 de novembro passado, de 72% para 83%. O destaque ocorreu na região da Barra da Tijuca e São Conrado, que subiu de 57% para 81%.

Em Copacabana e Leme, os hotéis já registram ocupação de 92%. Leblon e Ipanema (de 89% para 88%) e Botafogo e Flamengo (de 89% para 86%) mostram queda nas reservas de leitos. A região central do Rio viu a ocupação hoteleira crescer de 52% na prévia anterior, para 65% agora.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro