Militares procuram focos do Aedes aegypti em quase 1 milhão de imóveis

Na fase realizada nesta sexta-feita, ações de mobilização foram feitas nas escolas e faculdades de todo o país

Por O Dia

Rio - Cerca de 55 mil militares do Exercito, Marinha e Aeronáutica vistoriaram 951,810 mil residências em ação de combate ao Aedes aegypti, a mobilização ocorreu em todos os estados. Os números foram divulgados pelo Ministério da Defesa, e representam o resultado de quatro dias de participação das Forças Armadas na luta contra o mosquito da dengue.

De acordo com o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, trata-se de uma ação importante de apoio e em defesa da saúde pública, que demonstrou que  a mobilização das Forças Armadas, amplia a capacidade de a população se engajar na batalha contra essa ameaça. O combate ocorreu em 290 cidades brasileiras. 

Do total de residências vistoriadas, 64 mil apresentaram focos de proliferação do mosquito, 66 mil receberam a aplicação de larvicida, 153 mil imóveis estavam fechados e em 9 mil propriedades, os moradores recusaram a visita dos militares.

Militares iniciaram no dia 15 a inspeção às casas em busca de larvas do mosquito Aedes aegyptiFoto%3A Maíra Coelho / Agência O Dia

Segundo o chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, almirante Ademir Sobrinho, os militares vão manter o apoio no combate ao Aedes aegypti." Depois do dia 4 de março, aproximadamente 5 mil militares continuarão o trabalho de eliminação dos focos de proliferação do mosquito, em municípios definidos pelo Ministério da Saúde”, informou o almirante.

Militares começam mutirão contra mosquito Aedes aegypti

Últimas de Brasil