Ricardo Teixeira e Valcke estão sendo investigados pela Copa de 2014

Segundo O Estado de S. Paulo, contratos firmados pelos dois, antes do Mundial do Brasil, continuam fraudes

Por O Dia

Rio - Depois da Copa do Mundo de 1998 e de 2010, outro Mundial está sendo investigado pela polícia dos Estados Unidos. Segundo informação do jornal O Estado de S. Paulo, os contratos que foram assinados pelo ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e o secretário-geral da Fifa, Jérome Valcke, estão sendo analisados, sob a acusação de fraudes.

Ricardo Teixeira está sendo investigado pelo FBIDivulgação

Ricardo Teixeira foi presidente do Comitê Organizador da Copa, até quando ficou à frente da CBF, em 2012. Valcke, designado pela Fifa, foi responsável pelas vistorias e por avalizar as obras de infraestrutura do Mundial, posto que o colocou por diversas vezes em conflito com a opinião pública no Brasil.

Na semana passada, em ação conjunta do FBI e do Ministério Público da Suíça, sete dirigentes da Fifa foram presos, dentre eles José Maria Marin, ex-presidente da CBF. Todos os detidos fazem parte da Conmebol e da Concacaf.

Últimas de Esporte