Juventus fica no empate com Lyon na Itália; Ganso joga bem em goleada do Sevilla

Equipe italiana saiu na frente, mas acabou permitindo empate em casa

Por O Dia

Itália - A quarta rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões decretou um novo líder isolado na chave H da competição, nesta quarta-feira. O Sevilla recebeu o Dínamo Zagreb e não teve qualquer dificuldade para golear por 4 a 0, com Paulo Henrique Ganso como titular e tendo boa atuação. Os espanhóis ainda foram beneficiados pela Juventus, que recebeu o Lyon em Turim, não jogou bem e ficou apenas no empate por 1 a 1.

Os resultados levaram o Sevilla a 10 pontos, na ponta do grupo, à frente da Juventus, segunda colocada com oito pontos. O Lyon vem na sequência, com quatro, enquanto o Dínamo Zagreb ainda não pontuou. Na próxima rodada, dia 22 de novembro, o Sevilla recebe a Juventus, enquanto o Lyon visita o já eliminado Dínamo Zagreb

Apesar de atuar em casa nesta quarta, a Juventus tomou um susto com a velocidade do contra-ataque do Lyon, que assustou primeiro logo aos oito minutos. Lacazette recebeu na intermediária e deu ótima enfiada para Rybus, que chegou batendo de primeira, cruzado, para bela defesa de Buffon.

Juventus ficou no empate em Turim com o LyonEFE

Mas na primeira vez que foi ao ataque, a Juventus contou com decisão polêmica da arbitragem para abrir o placar. Aos 12 minutos, Higuaín tocou na área para Sturaro, que recebeu um leve toque nas costas de Diakhaby e caiu. O juiz viu pênalti, que o próprio Higuaín cobrou no canto direito do goleiro.

O gol não mudou o panorama da partida e a Juventus seguiu sofrendo com a marcação adversária. O time da Turim assustou apenas mais uma vez no primeiro tempo, e graças a erro do Lyon. Aos 38 minutos, Mammana errou na frente de Mandzukic, que roubou a bola e arrancou. Dentro da área, deixou Higuaín sozinho, em ótimas condições, mas o argentino jogou por cima.

No segundo tempo, a Juventus seguiu levando o jogo em ritmo lento, satisfeita com o 1 a 0. Se não assustava, também não dava espaço para que o Lyon finalizasse ao gol de Buffon. Higuaín e Mandzukic ainda tiveram boas oportunidades de chute, mas não estavam com a mira calibrada.

O time da casa parecia confortável demais com o resultado e não demonstrava qualquer ímpeto ofensivo. Também controlava o adversário, é verdade, mas em um lance isolado o Lyon conseguiu o empate. Tolisso escorou cruzamento de Ghezzal e marcou para deixar tudo igual e selar o resultado.

SEVILLA VENCE

Na Espanha, o Sevilla contou com uma das melhores atuações de Paulo Henrique Ganso com a camisa do clube para vencer facilmente o Dínamo Zagreb. Principalmente no segundo tempo, o brasileiro mostrou a conhecida qualidade técnica para distribuir ótimos passes e deixar os companheiros em boas condições.

Ganso foi a surpresa na escalação de Jorge Sampaoli, na vaga do lesionado Nasri. Foi ele quem deu o primeiro chute da partida, aos 11 minutos, para fora. O time da casa seguiu em cima e marcou o primeiro aos 28 minutos, em jogada que começou com o brasileiro. Ele abriu na esquerda com Vázquez, que cruzou para Vietto se livrar bem da marcação e balançar a rede.

Ainda no primeiro tempo, nos acréscimos, Petar Stojanovic levou o segundo cartão amarelo e foi expulso. Com isso, a etapa final ficou ainda mais fácil para o Sevilla, que abusou dos gols perdidos, quase sempre em lance criado por Ganso. N'Zonzi e Vitolo perderam ótimas oportunidades.

Mas mesmo sem muito esforço, o Sevilla marcaria o segundo gol aos 20 minutos. Com extrema facilidade para invadir a área adversária, Sergio Escudero tabelou com Vitolo, cortou o zagueiro e bateu para o gol. Ainda deu tempo para N'Zonzi, de cabeça, e Ben Yedder, aproveitando assistência de Marino, fecharem o placar.

Últimas de Esporte