Ex-presidente do Egito é solto após passar seis anos preso

Após ser condenado à prisão perpétua, Hosni Mubarak foi absolvido pela Justiça após ser acusado pela morte de 239 manifestantes em 2011

Por O Dia

Cairo - O ex-presidente do Egito Hosni Mubarak foi libertado nesta sexta-feira, após a justiça absolvê-lo no dia 13 de março das acusações pela morte de 239 manifestantes durante a revolta de 2011, informou uma autoridade nesta sexta-feira. Ele estava no Hospital das Forças Armadas no subúrbio de Maadi.

Segundo a autoridade, que falou sob condição de anonimato, ele deixou o hospital e foi direto para sua casa no distrito luxuoso de Heliopolis cercado de fortes medidas de segurança.

O advogado de Mubarak, Farid el-Deeb, se recusou a comentar o assunto.

O ex-presidente do Egito, Hosni Mubarak, foi libertado após passar seis anos preso. Ele foi acusado pela morte de 239 manifestantes durante a Primavera ÁarabeEfe

Mubarak, de 88 anos, foi absolvido no caso do assassinato de 239 manifestantes durante a revolta em 2011, que fez parte da Primavera Árabe. As vítimas morreram em um conflito com as forças de segurança, o que levou Mubarak a ser forçado a deixar o poder.

Em abril de 2011, Mubarak foi preso. Em 2012, ele foi condenado à prisão perpétua por conspirar para assassinar os manifestantes, levando o país ao caos e criando um sentimento de falta de segurança durante a revolta de 18 dias que começou em janeiro de 2011. 

Últimas de _legado_Mundo e Ciência